Desfalcado de Júnior Dutra, Avaí reforça a marcação para encarar os são-paulinos

Simião, ex-Ituano, será o substituto; time deve ser mais defensivo que na estreia

O Estado de S.Paulo

22 Maio 2017 | 09h50

O técnico Claudinei Oliveira realizou neste domingo cedo seu último treino antes de enfrentar o São Paulo. Ele relacionou 20 jogadores para o duelo. O principal desfalque foi Júnior Dutra, que sentiu uma lesão na coxa direita e acabou sendo vetado pelo departamento médico. Wellington Simião, vindo do Ituano, deve ser o substituto.

A entrada de Simião deixa o Avaí com um sistema mais defensivo em relação ao jogo diante do Vitória, no empate sem gols, na Ressacada, em Florianópolis, em sua estreia neste Brasileirão. A ideia, indicada nos treinos, era deixar a defesa compacta para tentar surpreender o São Paulo no contra-ataque, com seus muitos jogadores de velocidade.

"Eles venceram recentemente o Cruzeiro em Belo Horizonte, tem muitos bons jogadores lá na frente. Dizem que a defesa não é boa, mas não é bem assim. Quem propõe o jogo, se expõe um pouco mais. Precisamos fazer o nosso jogo, não pensar no que o Rogério Ceni vai fazer ou o que disse o Rodrigo Caio. Jogar dentro do nosso esquema. Manter a posse de bola. Não devemos achar que será mais fácil ou mais difícil. É fazer o nosso jogo", disse Claudinei Oliveira ao projetar o confronto.

Após a conclusão dos jogos do último final de semana, o Avaí entrará em campo nesta segunda no jogo que fecha a segunda rodada ocupando a 14ª posição, com um ponto, enquanto o São Paulo, por ter sido derrotado na estreia para o Cruzeiro, ainda não pontuou e figura na zona de rebaixamento, na 18ª colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.