Reprodução
Reprodução

Dirigente diz que Rússia será inocentada do caso de doping sistemático

Quem afirma é o tesoureiro da Associação Internacional de Atletismo

Estadão Conteúdo

18 Março 2015 | 11h09

O tesoureiro da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), Valentin Balakhnichev, disse que a Rússia recebeu sinais de organismos internacionais esportivos que o país deve ser inocentado das acusações de ter um esquema de doping sistemático.

Um documentário exibido na televisão alemã em dezembro acusou a Federação de Atletismo da Rússia - então presidida por Balakhnichev - o Ministério do Esporte do país e suas autoridades antidoping de participarem de um organizado programa de doping.

Esse documentário, baseado principalmente no depoimento de Vitaly Stepanov, ex-funcionário da agência antidoping da Rússia, e da sua esposa Yulia Stepanova, uma atleta, levou a abertura de investigações pela IAAF e também pela Agência Mundial Antidoping, que ainda estão em curso.

"A investigação da IAAF ainda não está finalizada, mas colegas em organizações internacionais estão nos apoiando, e respeitam o parecer de que não havia nenhuma verdade nas ''declarações'' dos Stepanov", disse Balakhnichev. O dirigente também criticou o denunciante, Stepanov, pois o que ele disse foi "propaganda anti-Rússia".

Voluntariamente, Balakhnichev se afastou de suas funções como tesoureiro da IAAF e membro do conselho da IAAF durante o período do inquérito do comitê de ética da entidade. O documentário alemão alegou que ele estava ligado a um pagamento feito por uma maratonista russa, Liliya Shobukhova, supostamente por encobrir um resultado positivo de um exame antidoping.

Balakhnichev renunciou no mês passado à presidência da Federação Russa de Atletismo após 24 anos no cargo, depois de um outro escândalo de doping, no qual cinco marchadores russos, três deles campeões olímpicos, foram suspensos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.