1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dixon vence e Power fica mais perto do título da Fórmula Indy

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2014 | 21h 25

Apenas o brasileiro Hélio Castroneves e o francês Simon Pagenaud têm chances matemática de conquistar o Mundial de Pilotos

O neozelandês Scott Dixon ganhou a penúltima etapa da temporada da Fórmula Indy, neste domingo, no circuito de Sonoma, na Califórnia (EUA), somando a sua segunda vitória no ano e a 35.ª na carreira. Mas ele não foi o único a comemorar o resultado da prova. Líder do campeonato, o australiano Will Power chegou em 10.º lugar e aumentou sua vantagem sobre o brasileiro Hélio Castroneves, apenas o 18.º colocado, ficando perto do título.

Agora, na disputa entre os dois companheiros da equipe Penske, Power tem 51 pontos de vantagem sobre Helinho. O francês Simon Pagenaud, da Schmidt Peterson Motorsports, está em terceiro lugar, 81 pontos atrás do líder, e ainda tem chances matemáticas de ser campeão. A última etapa da temporada, sábado que vem, no oval de Fontana, também nos Estados Unidos, dará premiação dobrada, com a chance de um piloto faturar até 104 pontos.

Depois de ter largado na pole position, Power rodou na pista e caiu para o 20.º lugar. Assim, fez uma corrida de recuperação, chegando a ultrapassar o britânico Justin Wilson na última volta para cruzar a linha de chegada na nona posição - depois, porém, a organização da prova considerou a manobra ilegal e deixou o australiano como 10.º colocado. Mesmo assim, ele comemorou o resultado em Sonoma, que o deixa mais perto do título inédito.

Todd Warshaw/AFP
Dixon alcançou a sua segunda vitória no ano

Pagenaud até que fez sua parte para se manter vivo na disputa do título, ao terminar a prova em terceiro lugar, atrás também do norte-americano Ryan Hunter-Reay. Mas Helinho não teve a mesma sorte. Ele se envolveu num acidente logo na primeira volta e não conseguiu nunca andar entre os 10 primeiros. Assim, terminou a etapa de Sonoma apenas na 18.ª posição, vendo a sua diferença para o líder Power aumentar de 40 para 51 pontos.

"Foi frustrante. Mas não vamos desistir", avisou Helinho, já projetando a corrida do próximo sábado, quando tem a chance de ser campeão da Indy pela primeira vez na carreira. "Com pontuação dobrada (na etapa de Fontana), tudo pode acontecer", completou o brasileiro de 39 anos, que nunca conquistou o título da categoria, mas soma três vitórias nas 500 Milhas de Indianápolis, a prova mais importante e famosa do calendário.

Tony Kanaan, o outro piloto brasileiro da Indy, teve participação discreta em Sonoma, terminando em 13.º lugar. Enquanto isso, Dixon comemorou mais uma vitória na carreira, a segunda nas últimas três etapas - antes, ganhou em Mid-Ohio. Atual campeão, o neozelandês assumiu a liderança da prova deste domingo quando faltavam apenas três voltas para o final e cruzou em primeiro, mas, mesmo assim, não tem mais chance de título.