1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Fina anuncia Japão e Catar como sede dos Mundiais de Natação

- Atualizado: 31 Janeiro 2016 | 17h 08

Federação ainda suspendeu o México por desistir de competição

A Federação Internacional de Natação definiu neste domingo Fukuoka, no Japão, como sede do Mundial de Esportes Aquáticos de 2021 e Doha, no Catar, para receber a competição em 2023. A Fina ainda suspendeu temporariamente a Federação Mexicana de Natação por desistir de receber o Mundial de 2017.

Soichiro Takashima, prefeito de Fukuoka, que já recebeu a competição em 2001, acredita que a cidade foi escolhida devido ao slogan "compacta no tamanho, grande no entusiasmo". "Tivemos uma grande experiência em 2001 e depois de auxiliar os Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio, teremos uma oportunidade adicional de ajudar a desenvolver essa tradicional competição", comentou.

Thani Abdulrahman Al-Kuwari, secretário geral do Comitê Olímpico do Catar, disse que a disputa com os outros candidatos foi dura - Fukuoka e Nanjing, na China, também estavam nesta briga. "Graças a Deus ganhamos 2023 e isso era o que queríamos. Receber essa competição pela primeira vez no Oriente Médio será uma boa maneira de desenvolver os esportes aquáticos em escala global."

Organizadores comemoram Japão como sede do Mundial em 2021
Organizadores comemoram Japão como sede do Mundial em 2021

Budapeste, capital da Hungria, receberia o Mundial de 2021, mas no ano passado foi nomeada para abrigar o evento de 2017 depois que o México desistiu de ser sede. Guadalajara havia sido anunciada, mas desistiu alegando problemas financeiros. Por isso, neste domingo a Federação Mexicana foi suspensa provisoriamente.

A Fina ainda comunicou que contratou a empresa de consultoria de François Carrard, ex-diretor-geral do Comitê Olímpico Internacional, para avaliar a governança corporativa da federação de natação e, se necessário, "fornecer recomendações para melhorar as políticas de governança corporativa, processos e estruturas da Fina".

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX