Fognini dá susto, mas Nadal estreia com vitória em Madri

Triunfo veio por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 3/6 e 6/4

O Estado de S.Paulo

10 Maio 2017 | 14h54

Maior esperança de título da torcida espanhola no Masters 1000 de Madri, o tenista local Rafael Nadal precisou suar nesta quarta-feira para vencer em sua estreia. Foram quase três horas de bons ralis e "pancadaria" do fundo de quadra até vencer o italiano Fabio Fognini por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 3/6 e 6/4. O ex-número 1 do mundo avançou às oitavas de final.

Nadal deveria ter estreado nesta terça no Masters que disputa diante de sua torcida. Mas uma infecção de ouvido atrapalhou sua preparação nos últimos dias e a organização do torneio decidiu adiar sua estreia para esta quarta-feira. O tenista chegou a Madri com status de maior favorito ao título, porque vem embalado por troféus conquistados nos dois principais torneios de saibro já disputados no giro europeu até agora.

Seu próximo adversário será o australiano Nick Kyrgios, contra quem já jogou apenas duas vezes no circuito profissional. Cada tenista tem uma vitória no retrospecto. Se confirmar o favoritismo, o tenista da Espanha poderá cruzar com o canadense Milos Raonic nas quartas de final.

Sem demonstrar incômodo com a recente infecção no ouvido, Nadal foi irregular no saque ao longo de toda a partida. Foram cinco aces e o mesmo número de duplas faltas, além de 16 chances de quebra cedidas ao rival, 29º do ranking, que estava em dia inspirado. Fognini terminou o jogo com 48 bolas vencedoras, contra 26 de Nadal. Só não levou a melhor porque abusou das falhas. Foram 47 erros não forçados, diante de 37 do número cinco do mundo.

Nadal e Fognini fizeram um primeiro set de equilíbrio e chances perdidas, principalmente por parte do italiano. Ele não soube aproveitar as oscilações do espanhol no saque. Foram três aces e quatro duplas faltas. Neste ritmo, o tenista da casa cedeu 12 break points, dos quais salvou 10.

O italiano, porém, também sofreu duas quebras e não conseguiu superar Nadal no set inicial, decidido no tie-break depois que Fognini salvou um set point. No segundo set, Nadal melhorou o rendimento no saque, mas o italiano cresceu no fundo de quadra e, com só uma quebra, levou o segundo set, empatando a partida.

O tenista da casa voltou a mostrar irregularidade no serviço no terceiro set - colocou em quadra apenas 48% do primeiro saque. No entanto, seguia preciso nos momentos decisivos. E, assim, quebrou o saque do rival italiano e fez 4/2. Com a vantagem, sacou para fechar o jogo, mas perdeu o serviço num esboço de reação de Fognini.

No décimo e último game do set, o italiano realizou grandes jogadas em sequência e até salvou um match point, na busca pelo empate. Mas Nadal mostrou agressividade e decidiu o set e a partida no segundo match point, após 2h57min de confronto.

Mais conteúdo sobre:
tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.