Site ofical da CBG
Site ofical da CBG

Ginastas do Brasil decepcionam e ficam sem medalha no 1º dia de finais na Croácia

Notas de Arthur Zanetti, Francisco Barreto, Lucas Bittencourt e Flávia Saraiva não ultrapassam os rivais na competição

Estadao Conteudo

20 Maio 2017 | 19h02

O primeiro dia das finais da etapa da Croácia da Copa do Mundo de Ginástica Artística, disputada em Osijek, foi decepcionante para a seleção brasileira. Nenhum dos quatro atletas nacionais em ação conseguiu chegar ao pódio neste sábado.

Campeão olímpico nas argolas, Arthur Zanetti se aventurou no solo, somou 14,067 pontos e ficou na quarta colocação, atrás do russo Kirill Prokopev (14,767), do israelense Artem Dolgopyat (14,700) e do húngaro Krisztian Boncser (14,133). Neste domingo, por sua vez, ele competirá na final da prova em que é especialista.

Já na decisão das paralelas, Francisco Barreto teve um pequeno desequilíbrio e fechou a apresentação com 13,467 pontos, terminando na sexta posição - o ouro foi para o colombiano Jossimar Calvo Moreno (14,767), a prata para o russo Sergei Eltcov (14,700) e o bronze para o venezuelano José Luís Fuentes (14,167).

Ainda mais decepcionante foi a participação de Lucas Bittencourt na final do cavalo com alças. Após sofrer uma queda, ele somou apenas 11,933 pontos e foi o oitavo colocado, em disputada vencida pelo irlandês Rhys Mcclenaghan, com 14,267. Os ginastas da casa, por sua vez, levaram a prata e o bronze com Robert Seligman (13,567) e Matija Baron (13,533).

Pelo feminino, por sua vez, Flávia Saraiva não errou na final das assimétricas, mas também não empolgou, fez apenas 12,800 pontos e ficou em quinto. A russa Anastasia Iliankova venceu com 14,200 pontos, seguida pela húngara Zsofia Kovacs (14,133) e pela polonesa Gabriela Janik (13,400).

No domingo, além de Arthur Zanetti nas argolas, a seleção brasileira será representada no segundo dia das finais por Francisco Barreto (na barra fixa e nas argolas) e por Flávia Saraiva e Thais Fidelis (na trave e no solo).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.