Hudson de Souza brilha na Maratona de Revezamento

Foram quase 11 mil metros percorridos, em apenas uma manhã - mais do dobro do que costuma correr na prova de sua especialidade, os 5 mil metros. Incansável, Hudson de Souza correu por duas vezes, neste domingo, na 14.ª Maratona Pão de Açúcar de Revezamento, a maior prova da categoria na América Latina, que reuniu 20 mil pessoas no Parque do Ibirapuera. E levou mais uma medalha de ouro para sua coleção. O fundista - 1.º lugar no Pan-Americano de Santo Domingo, em 2003, nos 1.500 e 5.000 metros - ajudou o time Pão de Açúcar/BM&F a conquistar, mesmo desfalcado, o tetracampeonato da prova entre as equipes de oito atletas. A equipe foi para a disputa sem o medalhista olímpico Vanderlei Cordeiro de Lima, que está treinando fora do Brasil, e Marílson Gomes dos Santos, campeão da última Corrida Internacional de São Silvestre e, no último sábado, 5.º lugar na Copa do Mundo de Atletismo, em Atenas, na Grécia. Hudson foi o terceiro homem do revezamento e ajudou a equipe a marcar o tempo de 2h07. De quebra, ainda deu uma mãozinha para a Equipe n.º 1, também com oito corredores (entre eles Abílio e João Paulo Diniz), que terminou na 40.ª posição (3h04min52). Desta vez, foi o sétimo corredor a entrar na prova. O time do Cruzeiro ficou em segundo lugar (2h07min30) e o Centiser, de Fortaleza, em 3º (2h12min22). ?Na primeira prova, a gente corre para conseguir ficar entre os três. Na equipe do Abílio, foi mais para uma melhora da performance da equipe?, disse Hudson, que gostou da mudança de clima na capital paulista. No início da manhã, os termômetros marcavam 20° graus e a temperatura subiu lentamente. ?Estava quente e úmido, clima que eu adoro. E é bom, porque não desgasta muito. Por isso, acho que tive uma excelente participação.? O atleta agora disputará o Troféu Brasil de Atletismo, de quinta-feira à domingo, também no Ibirapuera. Entre as mulheres, o título da equipe de oito corredores ficou com a BM&F, com a presença da triatleta Carla Moreno (2h45min56). Completaram o pódio os times GU/ RBK/Bar do Jo 1 (2h48min38) e GO/Reebok/Bar do Jo (2h58min27). Ao fim da cerimônia de premiação, a organização da prova dedicou o troféu Mérito Esportivo à triatleta Fernanda Clemente Schiliró, que morreu há uma semana, aos 27 anos. A atleta, que treinava para disputar o IronMan do Havaí, foi atropelada quando andava de bicicleta no acostamento da Rodovia Castello Branco, que liga a capital à região oeste do Estado. A homenagem foi recebida pelos pais da triatleta.

Agencia Estado,

17 Setembro 2006 | 19h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.