Kelly Cestari/WSL
Kelly Cestari/WSL

Italo Ferreira desbanca Mick Fanning e é campeão da etapa de surfe em Bells Beach

Brasileiro conquista prova no Circuito Mundial pela primeira vez, na Austrália

Estadão Conteúdo

04 Abril 2018 | 23h42

Depois de Gabriel Medina, Adriano de Souza (Mineirinho) e Filipe Toledo, o Brasil tem um novo vencedor em etapas do Circuito Mundial de Surfe. É o potiguar Italo Ferreira, que nesta quarta-feira (manhã de quinta-feira na Austrália) faturou o título em Bells Beach, a segunda etapa da temporada de 2018. E a conquista veio de forma contundente com vitórias sobre os campeões mundiais Medina, nas semifinais, e Mick Fanning, na grande decisão.

+ Mick Fanning se despede em Bells Beach, etapa onde tudo começou

Tricampeão do mundo, o australiano fez em Bells Beach a sua despedida oficial do Circuito Mundial. Na final, Mick Fanning caiu por 15.66 a 12.83 para o brasileiro, que assim assumiu a liderança do ranking em 2018. Italo Ferreira terá o direito de usar a camisa amarela em Margaret River, a terceira etapa da temporada, que acontece entre 10 a 21 deste mês.

O dia começou com a disputa das quartas de final. Na terceira bateria, Italo Ferreira bateu o havaiano Ezekiel Lau por 17.86 a 11.50. Na sequência, Gabriel Medina caiu na água contra o português Frederico Martins e venceu apertado por 15.73 a 15.00. Nas semifinais, os brasileiros se enfrentaram e o potiguar derrotou o paulista por 16.00 a 14.10. Na outra chave, Mick Fanning passou tranquilo à decisão.

A final começou equilibrada com Italo Ferreira na frente com uma pequena vantagem ao surfar ondas de 4.67 e 0.77 contra um 3.33 e um 0.50 de Mick Fanning. Na metade da bateria, o australiano conseguiu 8.10 e assumiu a ponta com o 6.33 para o brasileiro. Somente a sete minutos para o término que o potiguar obteve a virada com uma nota 7.33.

Com a prioridade, Mick Fanning passou a precisar de 5.56 para reassumir a liderança. Para piorar ainda mais a situação do tricampeão mundial, Italo Ferreira achou uma onda de 8.33 a quatro minutos do fim. A partir daí coube ao brasileiro apenas administrar o resultado até confirmar a sua primeira vitória no Circuito Mundial.

No feminino, a atleta da casa Stephanie Gilmore desbancou a havaiana Tatiana Weston-Webb na final e saiu-se vitoriosa na disputa australiana. A brasileira Silvana Lima, única representante do país no Circuito Mundial Feminino de surfe, perdeu nas semifinais para a vice-campeã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.