Juliana e Keila ganham ouro nos Jogos

Juliana Azevedo e Keila Costa, de 19 anos, que voltaram do Mundial Juvenil da Jamaica, em julho, com as duas únicas medalhas - de bronze - conquistadas por mulheres em toda a história de participação do Brasil em mundiais e olimpíadas, voltaram ao pódio hoje, nos VII Jogos Sul-Americanos, no Estádio Olímpico do Pará, em Belém. A pernambucana Keila, que havia vencido o salto triplo na quinta-feira, conquistou sua segunda medalha de ouro, agora no salto em distância, com 6,37 metros, novo recorde sul-americano juvenil. Juliana, fã do campeão olímpico Joaquim Cruz, ganhou os 800 m, com 2min06s01. Passando à categoria adulta, Juliana, que treina com o ex-atleta Adauto Domingues, em São Caetano, pretende dedicar-se também aos 1.500 m. O atletismo termina amanhã, em Belém, onde começa a disputa do nado sincronizado. Handebol, em São Paulo, canoagem, em Curitiba, e arco e flecha, no Rio, são os outros esportes que começam a ser disputados amanhã nos Jogos. No handebol feminino, o Brasil, que detém a hegemonia do continente, é o favorito a conquistar uma das duas vagas em jogo para o Pan-Americano de Santo Domingo, na República Dominicana, em 2003. O Brasil, de Mag, Valéria, Zezé e Lucila, do técnico Alexandre Schneider, enfrenta o Paraguai às 14h30, no Ginásio Municipal de São Bernardo do Campo (Argentina e Uruguai jogam às 16h30). No masculino, jogam Uruguai x Paraguai (18h30) e Argentina x Chile (20h30). A canoagem abre as competições na sede de Curitiba. Sebastian Cuattrin, recordista brasileiro de medalhas em Jogos Sul-Americanos, com uma de ouro e 11 de prata, entra na raia do Parque Náutico Iguaçu para a disputa do K1 1.000 m (caiaque para uma pessoa), revivendo a rivalidade com os argentinos, que treinam na Europa. Mais ouro - O judô do Brasil conquistou mais três medalhas de ouro no segundo dia de competições, hoje, no ginásio do Tijuca Tênis Clube, com João Derly, na categoria ligeiro (até 60 kg), e Renato Dagnino (até 90 kg) e Cristina Sebastião (até 70 kg) na médio. Na categoria ligeiro, o ouro ficou com Karla Delgado, do Peru.

Agencia Estado,

02 Agosto 2002 | 20h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.