Reprodução / Twittter
Reprodução / Twittter

Liga feminina de futebol australiano autoriza transexual a jogar segunda divisão

Hannah Mouncey teve pedido rejeitado em 2017; ela já havia jogado handebol em times masculinos anteriormente

Estadão Conteúdo

14 Fevereiro 2018 | 12h31

A liga de futebol australiano contará com uma atleta transexual pela primeira vez na história. Hannah Mouncey, de 28 anos, foi autorizada a jogar a segunda divisão do esporte, que é organizada em nível local. Houncey iniciou o processo de troca de sexo em 2015 e anteriormente já havia jogado handebol em times masculinos.

+ 'Super Tifanny' cativa torcedores e alavanca público nas arquibancadas

+ CBV defende Tifanny e mantém posição: 'Preservar os direitos e cumprir a legislação'

Houncey teve seu pedido para participar do draft de escolha dos atletas rejeitado anteriormente, mas foi aceita dessa vez para a liga semi-profissional. A liga que organiza o esporte, a AFLW, considerou que Mouncey cumpre as regras e por isso não havia porque impedi-la de jogar, e que deseja o maior número de pessoas aptas a disputar o esporte. Alguns clubes demonstraram interesse em contratar a jogadora.

"Esses são assuntos complexos e estamos considerando a opinião de especialistas, de diversas estruturas internacionais e o feedback de comunidades que são impactadas pelas nossas decisões, afirmou Tanya Hosch, gerente de políticas sociais e de inclusão da liga no site oficial da AFLW. A organização, contudo, ainda irá formular uma política oficial de atletas transgêneros. Em 2017, a federação recusou o pedido da atleta para participar devido ao porte físico dela - Mouncey tem 1,90m de altura.

Em suas redes sociais, Mouncey agradeceu aos fãs, mas não fez o mesmo para a AFLW. "Creio que seria muito inapropriado agradecer a AFL por me permitir fazer algo que é aberto a qualquer outro australiano, e que a ciência e as pesquisas apoiaram o tempo todo", publicou no twitter. A atleta respondeu e expôs diversas pessoas contra sua inclusão no esporte que utilizaram discurso de ódio para se manifestar.

É importante lembrar que o futebol australiano é um esporte muito físico, se assemelhando mais ao rúgbi do que ao futebol. Cada time tem 18 atletas, que podem tocar a bola (oval) com qualquer parte do corpo. É o esporte mais popular da Austrália.

Mais conteúdo sobre:
esporte transexualismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.