Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Lucas marca, mas não evita primeira derrota do PSG no Francês

Esportes

Laurent Cipriani|AP

Lucas marca, mas não evita primeira derrota do PSG no Francês

Lyon apronta para cima do líder com vitória por 2 a 1

0

Estadão Conteúdo

28 Fevereiro 2016 | 20h30

Um fato nada comum aconteceu neste domingo: o Paris Saint-Germain foi derrotado Campeonato Francês. O Lyon acabou com uma série que durava quase um ano ao bater o PSG por 2 a 1. O brasileiro Lucas marcou o gol do time da capital, mas não conseguiu evitar a derrota.

O último revés do PSG no Francês aconteceu no dia 13 de março de 2015, também fora de casa, quando o Bordeaux fez 3 a 2. Pela temporada 2015/2016, até este domingo, a equipe somava 23 vitórias e quatro empates na competição.

O time comandado por Laurent Blanc, entretanto, não tem por que se preocupar no torneio nacional, já que em 28 rodadas acumulou 73 pontos, 23 a mais que o Monaco, vice-líder. Com a vitória, o Lyon foi a 42 pontos, no terceiro lugar que garante uma vaga na fase qualificatória da Liga dos Campeões.

Preocupado apenas com sua vaga na competição europeia, o Lyon foi para cima do líder desde o início e conseguiu abrir o placar logo aos 13 minutos de jogo. Cornet recebeu lançamento na esquerda, driblou Van der Wiel cortando para o meio e bateu colocado no canto oposto.

Com o gol, o Lyon seguiu pressionando, mas parou em boas defesas do goleiro Kevin Trapp. A primeira chance do PSG saiu dos pés de Lucas, que tentou chute de voleio aos 34, mas mandou à esquerda do gol. Em seguida, Thiago Silva subiu mais alto que os adversários e cabeceou nas mãos de Anthony Lopes.

Quando o relógio marcava 47 minutos do primeiro tempo, Sergi Darder ampliou com um golaço. O atacante aplicou um chapéu sobre Thiago Silva após cruzamento e arrumou tudo ao finalizar no canto esquerdo.

Na segunda etapa o PSG conseguiu descontar com Lucas. Após bate-rebate na área adversária, o brasileiro pegou a sobre e acertou um belo chute de perna esquerda. No entanto, o placar permaneceu 2 a 1 até o apito do juiz e a longa invencibilidade do time da capital chegou ao fim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.