Washington Alves/LightPress
Washington Alves/LightPress

Mano admite 'planos diferentes' para vencer Atlético-MG na final do Mineiro

Técnico, contudo, não deve promover grandes mudanças na equipe titular

O Estado de S.Paulo

05 Maio 2017 | 18h14

Mano Menezes admitiu nesta sexta-feira que o Cruzeiro terá que ter um "plano diferente" para superar o Atlético Mineiro, na final de domingo, e conquistar o título do Estadual. O treinador, contudo, fez mistério e não revelou quais seriam as alternativas do seu time, que precisa da vitória - um novo empate dará o título ao arquirrival.

"Precisamos ter alternativas e planos diferentes se as coisas pedirem. Será a segunda parte de 90 minutos da decisão. O jogo está igual. E igual não serve pra gente. Temos que traçar novas estratégias para os últimos 90 minutos. Se serão diferentes no início ou na segunda parte da partida, são coisas que guardamos para definir na última hora", disse o treinador.

Mano, porém, deixou claro que não pretende fazer mudanças bruscas na equipe do Cruzeiro. "Dos piores caminhos que o treinador deve buscar é achar que tem que surpreender. Não me vejo com essa obrigação, nem acho que tem que surpreender o adversário. Acredito que os dois lados sabem o que o outro vai fazer, com pequenas alterações e pequenos ajustes", afirmou.

"O que fazemos é preparar as possibilidades. E o que fará a diferença é a execução dos jogadores dentro do campo. Para isso, buscamos fazer uma boa semana de trabalho pra eles, achar um ponto de equilíbrio entre ser forte, audacioso, não desistir nunca, o emocional", disse o técnico.

Mano também reconheceu que o empate sem gols no jogo de ida manteve em alta a ansiedade cruzeirense, que agora precisa da vitória. "O dia em que perdermos a ansiedade, temos que comer pipoca no domingo à tarde. Esse frio na barriga tem a ver com responsabilidade de representar bem o Cruzeiro, fazer o que o torcedor quer ver do Cruzeiro. Essa é a dose que nos dá para fazer nossa função", comentou.

Se confirmar no domingo a ideia de fazer mudanças "se as coisas pedirem", Mano deve repetir a escalação do jogo de ida no fim de semana, com eventuais alterações ao longo da partida. Assim, o Cruzeiro deve entrar em campo com Rafael; Mayke, Leo, Kunty Caicedo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Thiago Neves, Arrascaeta e Rafinha; Rafael Sobis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.