Hector Retamal/AFP
Hector Retamal/AFP

Marcel Stürmer fatura o tetra pan-americano na patinação artística

Atleta brasileiro brilha na final e vê Talitha Haas levar a prata 

Estadão Conteúdo

12 Julho 2015 | 22h09

Marcel Stürmer tem mais uma medalha de ouro pan-americana para sua coleção. O atleta, que provavelmente nunca vai poder disputar uma Olimpíada, faturou neste domingo o seu quarto título dos Jogos Pan-Americanos na patinação artística, modalidade que não faz parte do programa olímpico. Talitha Haas ganhou a prata no feminino. Além de Stürmer, o Brasil subiu no topo do pódio neste domingo com Charles Chibana, no judô, e Felipe Wu, no tiro. 

Um dos melhores do mundo na patinação artística, o gaúcho de 29 anos confirmou o favoritismo para ganhar mais um ouro, desta vez em Toronto. Ele, que no programa curto, sábado, foi o primeiro colocado, repetiu o desempenho neste domingo, também no programa longo. Fechou a competição com 536,00 pontos. O norte-americano John Burchfield ficou com a prata (505,00), enquanto Diego Duque garantiu o bronze para a Colômbia (496,70).

Na competição feminina, o resultado deste domingo também foi o mesmo de sábado. Ouro para a argentina Giselle Soler (519,70 pontos), mais de 20 a mais do que a brasileira Haas, que já havia ido ao pódio em Guadalajara, com bronze. A chilena Marisol Villarroel ficou com o terceiro lugar desta vez.

SQUASH

Outra modalidade que não faz parte do programa olímpico, o squash não rendeu medalha ao Brasil neste domingo. Depois de vencer uma mexicana na estreia, sábado, Thaisa Serafini perdeu por 3 sets a 0 (11/7, 11/3 e 11/3) da norte-americana Amanda Sobhy e acabou eliminada nas quartas de final.

No sábado, Tatiana Damásio também foi eliminada por uma atleta dos EUA: levou 3 a 0 (11/5, 11/8 e 11/2) de Olívia Blatchford. A revanche pode vir na segunda-feira, na chave de duplas. Thaisa e Tatiana jogam contra Amanda Sobhy/Natalie Grainger, pelas quartas de final - quem vencer garante o bronze. Os EUA, entretanto, são a principal força do squash nas Américas. No masculino, o Brasil não teve representantes.

PATINAÇÃO VELOCIDADE

Na patinação velocidade, modalidade disputada em velódromo, o Brasil não tem representantes. Neste domingo, mas provas de contrarrelógio, a Colômbia ganhou ouro no feminino e prata no masculino. O Chile venceu entre os homens e faturou um bronze com as mulheres. Equador e México também foram ao pódio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.