Marion Jones volta vencedora às pistas após 11 meses

A norte-americana Marion Jones voltou vitoriosa às pistas depois de onze meses afastada por doping. A atleta venceu a prova dos 100 metros rasos no meeting de Xalapa, México, neste domingo. Jones cravou a segunda melhor marca do mundial dos 100 metros deste ano, com 11s06, tempo somente superado por sua compatriota, Allyson Felix, que marcou 11s04, em 22 de abril, no Kansas, Estados Unidos. A vitória de Jones, de 31 anos, tornou-se ainda mais relevante pela participação de outra compatriota na prova, Torry Edwards, campeã mundial em Paris 2003, que cruzou a linha de chegada na segunda colocação, com o tempo de 11s30. "Aproveitei muito o fato de ter morado no México no ano passado. Mesmo que esta não tenha sido a marca que eu esperava, sei que estou no caminho certo em meus treinamentos. Agora quero me concentrar na prova dos 200 metros", declarou com peculiar humildade a norte americana. O ano de 2005 foi um pesadelo para Jones, já que as constantes lesões físicas foram acrescidas de acusações sobre doping em um escândalo envolvendo atletas norte-americanos e o laboratório BALCO, fabricante de esteróides anabolizantes. Envolvido no mesmo caso, seu ex-marido e também atleta, Tim Montgomery, foi punido pela Agência Americana Anti-Doping e perdeu o recorde mundial dos 100 metros, aposentando-se das pistas. Marion Jones ganhou cinco medalhas olímpicas, incluindo três ouros nos jogos de Sydney, em 2000, e tem como melhor marca da carreira nos 100 metros, 10s65.

Agencia Estado,

14 Maio 2006 | 15h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.