1. Usuário
Assine o Estadão
assine


No Finkel, nadadores conquistam índice para o Mundial de Curta

Estadão Conteúdo

01 Setembro 2014 | 21h 13

Etiene Medeiros bateu o recorde sul-americano dos 100 metros costas e garantiu vaga no torneio em piscina de 25 metros, em Doha

A pernambucana Etiene Medeiros foi o maior destaque do primeiro dia do Troféu José Finkel, o Brasileiro de natação em piscina curta, em Guaratinguetá (SP). Com 57s53, tempo registrado nas eliminatórias pela manhã, a nadadora do Sesi-SP bateu o recorde sul-americano dos 100 metros costas, que pertencia a Fabíola Molina desde 2009 (57s63).

Etiene superou também o índice para o Mundial em Piscina Curta de Doha (58s14), no Catar, que será em dezembro. "Confesso que fiquei bastante surpresa porque estamos vindo do Pan-Pac (Pan-Pacífico, na Austrália, em piscina longa)". À tarde, na final, ela conquistou a medalha de ouro com um tempo ligeiramente pior (57s76).

Satiro Sodré/Divulgação
Etiene Medeiros superou marca que era de Fabiola Molina

Nos 100 metros costas, Guilherme Guido também conseguiu o índice para o Mundial de Doha ao registrar 50s50 pela manhã. À tarde, baixou um centésimo e conseguiu faturar o ouro.

Nos 100 metros medley, Thiago Pereira venceu a final com 52s45, fazendo índice para Doha. No entanto, é possível que o medalhista olímpico não inclua essa competição em seu calendário. A prata ficou com Thiago Simon, do Corinthians-SP, que registrou 53s07 (o índice era 53s14).

Já a equipe do Minas conquistou a medalha de ouro no revezamento 4x50 metros livre masculino com o tempo de 1min25s29, apenas um centésimo acima do recorde sul-americano da prova, que é do Flamengo-RJ. O quarteto mineiro foi formado por Cesar Cielo, Felipe Martins, Ítalo Duarte e Fernando Silva.

Cielo saiu da piscina um pouco decepcionado com a marca obtida. "Todo mundo nadou bem, mas a gente ficou a um centésimo do recorde sul-americano. Sair da piscina tão próximo de uma marca importante é duro. Mas agora é levantar a cabeça e focar nos 50 metros livre individual, que quero fazer uma boa marca".

Neste primeiro dia de Troféu José Finkel, dois revezamentos brasileiros também conseguiram índice para o Mundial de Doha: 4x200 metros feminino e masculino.