1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

No limite, Arena Corinthians não terá capacidade total em teste

Almir Leite - O Estado de S. Paulo

22 Abril 2014 | 11h 52

Estádio terá capacidade para 50 mil espectadores na partida entre o clube do Parque São Jorge e o Figueirense

SÃO PAULO - Sede da partida de abertura da Copa do Mundo e de outros cinco jogos, o Itaquerão não terá nenhum evento-teste para o torneio com a sua capacidade máxima. Nesta terça-feira, após a visita do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, ao estádio, foi revelado que o estádio do Corinthians terá capacidade para 50 mil espectadores na partida entre o clube do Parque São Jorge e o Figueirense, válida pelo Campeonato Brasileiro, a ser disputada em maio.

No cronograma de testes do Itaquerão para a Copa do Mundo, o mais importante deles será este jogo, que está marcado para 17 de maio, às 21 horas, mas poderá ter a sua data alterada para o dia seguinte, 18 de maio, um domingo. Essa troca deverá acontecer porque a Fifa pretende testar o estádio com a luz do dia, como será no primeiro jogo da Copa do Mundo.

A data de entrega das cadeiras provisórias, porém, será uma semana antes, no dia 10 de maio. Com isso, o estádio já terá os 68 mil lugares previstos para a Copa do Mundo. Mesmo assim, o jogo entre Corinthians e Figueirense poderá receber apenas 50 mil espectadores, deixando o Itaquerão sem um teste com a capacidade máxima para a Copa do Mundo. Antes da partida pelo Brasileirão, serão disputados jogos festivos, com público ainda menor, entre funcionários da obra e também entre ídolos da história corintiana.

Ainda existe a possibilidade do Itaquerão sediar um outro confronto do Corinthians antes da Fifa assumir o estádio. Esta partida seria o duelo com o Nacional-AM, pela segunda fase da Copa do Brasil, marcado para o dia 14 de maio - o jogo de ida será no dia 30 de abril, na Arena Amazônia.

O secretário-geral da Fifa afirmou nesta terça-feira, em São Paulo, onde visitou as obras do Itaquerão, que o estádio ficará pronto "no último minuto" para receber as partidas da Copa do Mundo, incluindo o jogo de abertura, no dia 12 de junho, entre as seleções do Brasil e da Croácia.

"Nós não temos mais nenhum minuto a perder. Não existe mais escolha. A abertura da Copa será em São Paulo", disse Valcke. "Não sou um sonhador, trabalho com fatos concretos. Na reunião que tive hoje, ficou acertado que o estádio ficará pronto, mesmo que ainda que no último minuto", completou o secretário-geral da Fifa.

A expectativa é para que as obras no entorno do Itaquerão fiquem prontas, em quase sua totalidade, até o final do mês de abril. Questionado sobre os atrasos que também foram vistos na preparação da África do Sul para a Copa do Mundo de 2010, Valcke se irritou e disse não lhe interessar o passado. "Eu não vou falar do passado, que diferença isso faz? Temos que pensar agora no Brasil", afirmou o dirigente.

Após passar por São Paulo, Valcke também visitará as cidades de Curitiba, Cuiabá e Fortaleza, onde, ao lado de membros do COL e do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, acompanhará os preparativos para a Copa do Mundo.

Copa 2014