1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Podem me cobrar que o Palmeiras vai brigar por títulos, diz Cuca

- Atualizado: 24 Março 2016 | 23h 49

Cuca acredita na recuperação após três derrotas seguidas

Depois de pichar os muros do clube na derrota para o Audax, na semana passada, a torcida gritou “Time sem vergonha”, estendeu faixas do tipo “Elenco de Série B” e deu uma estrondosa vaia no final da derrota do Palmeiras para o Redbull no Pacaembu, por 2 a 1. Para o treinador Cuca, que acumula três derrotas seguidas, o torcedor vai poder cobrar no futuro uma recuperação.

"O torcedor que saiu chateado, o estádio tinha bastante gente, pode me cobrar. Em um campeonato longo, com regularidade, o torcedor pode me cobrar que o Palmeiras vai brigar por títulos", afirmou o treinador em entrevista coletiva no Pacaembu. "Pode ser até mesmo no Paulista, Libertadores, mas em um campeonato longo, o torcedor pode me cobrar", reafirmou o treinador.

Jogo contra o Corinthians será o primeiro clássico de Cuca no comando do Palmeiras

Jogo contra o Corinthians será o primeiro clássico de Cuca no comando do Palmeiras

O treinador testou a terceira formação diferente. Entre as principais mudanças, escalou Erik no lugar de Gabriel Jesus, que está na seleção olímpica, e Rafael Marques. As mudanças não surtiram efeito. A equipe só melhorou com a entrada de Alecsandro no segundo tempo - ele foi o autor do gol do Palmeiras. 

"O time está sem a confiança ideal. Tivemos alguns problemas de posicionamento, mas o time tem um bom segundo tempo", afirmou o treinador.

Para o volante Zé Roberto, a cobrança da torcida vai aumentar. "O Palmeiras é um time grande e precisa de resultados. As coisas não estão acontecendo e a cobrança da torcida vai aumentar", disse o palmeirense.

Palmeiras em 2016
Divulgação
Palmeiras em 2016

Gabriel Jesus até abriu o placar, mas o Cruzeiro foi forte e virou com dois gols de Willian: 2 a 1

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX