Público não será ressarcido por adiamento da Indy

O torcedor que foi ao circuito de rua do Anhembi neste domingo não acompanhou o encerramento da etapa de São Paulo da Fórmula Indy e não conseguirá ser recompensado financeiramente caso não tenha condições de comparecer para ver a continuidade da disputa, que será reiniciada às 9 horas desta segunda-feira.

LEANDRO SILVEIRA, Agência Estado

01 Maio 2011 | 20h18

"Não vamos ressarcir quem não vier porque entendemos que fizemos a nossa parte, um grande show. Se as pessoas não puderem vir, a gente realmente lamenta", afirmou Frederico Nogueira, vice-presidente do Grupo Bandeirantes, que promove a etapa de São Paulo da Fórmula Indy.

Os ingressos para a prova no circuito de rua do Anhembi variaram entre R$ 180 e R$ 600, com meia-entrada para todos os setores. Os torcedores que guardaram as suas entradas entrarão de graça nesta segunda, precisando apenas apresentá-las nos portões de acesso. Apesar dos ingressos não terem se esgotado para a prova, não haverá venda ao público.

Nogueira avaliou o problema ocorrido neste domingo como uma mera fatalidade. "A festa estava muito bonita até acontecer uma eventualidade. O sábado foi um show, cheio de alegria, com uma prova de GT, uma classificação emocionante. No domingo, tivemos outra prova de GT e um warm up maravilhoso. Entregamos tudo e vamos tentar, se o tempo ajudar, continuar essa festa amanhã (segunda)", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.