Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes » Rafaela Silva fatura ouro no Grand Prix de Judô na Geórgia

Esportes

Esportes

judo

Rafaela Silva fatura ouro no Grand Prix de Judô na Geórgia

Brasileira se sagrou campeã na categoria até 57 quilos

0

Estadão Conteúdo

25 Março 2016 | 13h14

Em preparação para os Jogos Olímpicos do Rio, a equipe brasileira de judô subiu no lugar mais alto do pódio logo no primeiro dia de disputas do Grand Prix de Tbilisi, na Geórgia. Nesta sexta-feira, Rafaela Silva venceu a final da categoria até 57 quilos com uma linda chave de braço e faturou a medalha de ouro.

Primeira mulher brasileira campeã mundial da modalidade, com o título em 2013, Rafaela Silva é uma das esperanças de medalha do Brasil nos Jogos do Rio. A 16.ª colocada da categoria no ranking mundial fez bonito nesta sexta-feira ao vencer suas quatro lutas por ippon.

Na primeira luta, Rafaela passou sem maiores dificuldades por Rushana Nurjavova, do Turcomenistão, com um ippon. Também por ippon, ela bateu na sequência a alemã Miryam Roper e a sérvia Jovana Rogic.

Na decisão, Rafaela Silva teve pela frente Nora Gjakova, de Kosovo, 22.ª colocada do ranking. Ela voltou a mostrar superioridade e conquistou o ouro depois que a adversária desistiu da luta ao cair na linda chave de braço aplicada pela brasileira.

Mas a medalha de Rafaela Silva não foi a única do Brasil neste primeiro dia de competições. Terceira colocada do ranking mundial na categoria até 52 quilos, Érika Miranda, outra das esperanças de medalha nos Jogos do Rio, faturou justamente o bronze em Tbilisi.

Érika enfrentou bem mais dificuldade que sua compatriota, mas começou bem, batendo a espanhola Laura Gómez por um yuko. Depois, perdeu para a dona da casa Mariam Janashvili nas penalizações e se recuperou na repescagem diante da mongol Tsolmon Adiyasambuu, vencendo por um wazari. Na briga pelo bronze, passou por Gulbadam Babamuratova graças a um yuko.

Entre os homens, somente um brasileiro subiu no tatame nesta sexta-feira. Eric Takabatake, 12.º colocado do ranking mundial na categoria até 60 quilos, decepcionou e ficou sem medalha. Depois de duas vitórias, sobre o árabe Eisa Majrashi e o italiano Carmine Maria di Loreto, ele caiu para dois mongóis. O primeiro foi Amartuvshin Dashdavaa. Depois, Boldbaatar Ganbat.

Outros seis atletas brasileiros ainda vão competir nos últimos dois dias de competições. Entre as mulheres, lutarão Mayra Aguira (-78kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg). Já entre os homens, sobem ao tatame Marcelo Contini (-73kg), Tiago Camilo (-90kg), Luciano Corrêa (-100kg) e Rafael Silva (+100kg).

Comentários