Recorde mundial dos 100 metros rasos é anulado por erro

O recorde mundial dos 100 metros de 9s76 estabelecido pelo norte-americano Justin Gatlin, no Meeting de Atletismo de Doha (Qatar), no último dia 12, está incorreto. A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) foi informada pela empresa Tissot, encarregada pela marcação do cronômetro, de que o verdadeiro tempo foi de 9s77. O tempo exato registrado por Gatlin na prova de Doha foi de 9s766, ajustado para 9s76. Mas, segundo as normas da IAAF, este tempo deveria ter sido estabelecido em 9s77. A marca de Gatlin, campeão mundial e olímpico dos 100 metros, será ajustada para 9s77 nos próximos dias pela IAAF. Essa marca igualará o recorde em vigor do jamaicano Asafa Powell, registrado em 2005. "Esse é mais um motivo para Justin tentar quebrar sozinho o recorde mundial. Ele está bem fisicamente e sei que é capaz", contou o agente do atleta, Renaldo Nehemiah. Dessa forma, o recorde mundial dos 100 metros passa a ser dividido por Powell e Gatlin.

Agencia Estado,

17 Maio 2006 | 10h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.