Regata Volvo Race parte para Miami

Na véspera do início da 5ª perna da Regata Volvo Ocean Race, que tem largada prevista para as 11h30 desta sexta-feira, na Marina da Glória, a flotilha está nos preparativos para partir rumo a Miami. Do Rio, onde começaram a aportar no dia 19 de fevereiro, levam somente boas recordações. Vencedor da quarta perna e atual líder da flotilha, o capitão do Illbruck, o norte-americano John Kostecki, lembrou que ainda faltam seis etapas, antes de a disputa terminar em Kiel, na Alemanha, no dia 6 de junho e, por isso, é "cedo" para se empolgar. Segundo ele, todos os participantes estão preparados e em condições de superá-lo. "A nossa vantagem, talvez, seja o fato de não mudarmos a tripulação", disse Kostecki, que aproveitou para elogiar a cidade carioca. "Gostei muito do Rio e espero poder voltar." A quinta colocação na quarta perna não tirou o ânimo do neozelandês Grant Dalton, que, com a morte de seu compatriota Peter Blake, passou a ser considerado o melhor velejador do mundo. Para ele, o importante é conseguir o maior número de pontos possível para tentar alcançar Illbruck, que lidera a classificação geral da regata, com um total de 29 pontos, sendo sete à sua frente. Depois de ter o mastro de seu veleiro quebrado nos mares do Sul, na travessia do Cabo Horn, o capitão do SEB, o sueco Gunnar Krantz, só pensa em esquecer o episódio e se recuperar na competição. "Estamos prontos e a possibilidade de chegar à frente dos outros é o que nos empolga." Para a capitã do Amer Sports Two, Lisa McDonald, responsável por uma tripulação formada por 11 mulheres, o mais importante tem sido o "aprendizado". Após quatro pernas, ela frisou que todas estão mais experientes e seguras. "No começo foi tudo muito difícil", reconheceu. "Tivemos pouco tempo de preparação, por isso, fomos forçadas a aprender muitas coisas na hora, na prática." Considerada a Fórmula 1 dos mares, a Volvo Ocean Race teve início em 23 de setembro, em Southampton, Inglaterra, e até junho de 2002 os velejadores darão a volta ao mundo, percorrendo uma distância de 32.250 milhas (55 mil quilômetros), navegando por quatro oceanos. Na tabela de classificação, depois de Illbruck e Amer Sports One, aparece o veleiro Assa Abloy, com 20 pontos, o News Corp em quarto (19), seguido por Tyco (18), Djuice (17), SEB (12) e Amer Sports Two (7).

Agencia Estado,

07 Março 2002 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.