Roddick se contunde e pode ficar fora de Roland Garros

O norte-americano Andy Roddick pode ficar fora do Aberto de Roland Garros, que começa neste domingo, em Paris, por causa de um entorse no tornozelo sofrido nesta quarta-feira, durante uma partida contra o chileno Nicolás Massu, válida pela Copa do Mundo por equipes, em Dusseldorf, na Alemanha. "Ainda não sei a gravidade da lesão, mas está doendo muito quando flexiono o pé. Só o tempo vai responder", disse um abatido Roddick, que torceu o pé no quinto game da partida, que estava empatada em 2 a 2. Roddick escorregou depois de dar um saque, e tentou continuar na partida, mas desistiu depois de perder mais dois games. "Espero que, quando eu acordar amanhã, meu tornozelo não esteja do tamanho de um balão", ironizou o norte-americano, que ficou na realidade bem frustrado, pois sentia que podia fazer uma boa campanha em Roland Garros. "É irritante. Estava empolgado, porque vinha batendo bem na bola, sacando melhor. Faltou sorte", lamentou. Número 5 do ranking mundial, Roddick deve fazer tratamento com gelo nos próximos dias para tentar se recuperar a tempo de jogar o segundo Grand Slam do ano. "Vão ser dias chatos, cheios de gelo e esperança."

Agencia Estado,

24 Maio 2006 | 11h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.