Fabian Bimme/AP
Fabian Bimme/AP

Rogge é reeleito e fica na presidência do COI até 2013

Belga venceu eleição por 88 votos a favor e um contra, com três abstenções, no congresso na Dinamarca

AE-AP, Agência Estado

09 Outubro 2009 | 07h41

O belga Jacques Rogge foi reeleito nesta sexta-feira para a presidência do Comitê Olímpico Internacional (COI), e ficará à frente da entidade até 2013. Ele era o único candidato na disputa e precisava apenas da maioria dos votos de 92 delegados para um segundo mandato.

Veja também:

linkCOI confirma golfe e rúgbi nos Jogos Olímpicos de 2016

especialRIO 2016 - Mais sobre preparação para os Jogos

especialESPECIAL - Tudo sobre as cidades candidatas

Apesar dos pedidos por uma aclamação, Rogge insistiu que houvesse voto secreto. A permanência do belga foi apoiada por 88 eleitores, contra apenas um contra; houve três abstenções. Com o resultado, Roggge terminará seu período à frente da entidade com 12 anos na presidência - ele comanda o COI desde 2001, quando substituiu o espanhol Juan Antonio Samaranch.

"Vocês me deram uma grande honra. Conquistamos muitas coisas juntos, e nosso foco será sempre o futuro. Ainda temos muito a fazer", disse Rogge. Formado em medicina, o belga fez carreira como ortopedista e competiu nos Jogos Olímpicos de 1968, 1972 e 1976 como iatista, um de seus hobbies.

A eleição desta sexta-feira também serviu para que fossem escolhidos dois vice-presidentes do COI. O italiano Mario Pescante e o cingapuriano Ser Miang Ng foram nomeados, derrotando o taiwanês C.K. Wu e o sírio Samih Moudallal.

Mais conteúdo sobre:
Olimpíada COI Jacques Rogge

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.