David Gray/Reuters
David Gray/Reuters

Rússia revela mais dois casos de doping na Olimpíada de Londres-2012

Mais de cem atletas já tiveram resultados desconsiderados nos jogos da capital britânica

Estadão Conteúdo

28 Novembro 2017 | 10h30

A Federação de Atletismo da Rússia revelou nesta terça-feira mais dois casos de doping. Os atletas foram flagrados em amostras recolhidas ainda durante a disputa dos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Uma das duas esportistas punidas foi medalhista no evento disputado há cinco anos.

+ COI pune mais cinco atletas russos por doping nos Jogos de Sochi

+ Às vésperas de sorteio da Copa, delator acusa futebol russo de doping

Yulia Gushchina havia conquistado a medalha de prata no revezamento 4x400 metros em Londres. No entanto, ela já havia perdido a honraria porque uma das colegas de equipe, Antonina Krivoshapka, havia sido flagrada em teste antidoping na reanálise das amostras armazenadas pelas autoridades.

Agora foi a vez de Gushchina ter a infração constatada num novo exame de amostra colhida em 2012. A atleta russa também perdera medalhas, de ouro e prata, obtidas nos Jogos de Pequim-2008, nos revezamentos 4x100m e 4x400m, por conta de doping flagrado com integrantes da mesma equipe.

Outra atleta suspensa nesta terça foi Anna Nazarova, do salto em distância. Ela terminou em quinto lugar na final em Londres e teve o resultado eliminado.

Mais de 100 atletas, de diversas nacionalidades, foram desclassificados por conta da reanálise de amostras colhidas nos Jogos de 2008 e 2012. O atletismo foi a modalidade mais atingida pelos casos e a Rússia é o país com mais registros individuais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.