1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Sarah Menezes minimiza luta pela liderança do ranking

AE - Agência Estado

30 Junho 2014 | 16h 25

Atual campeã olímpica, a judoca brasileira Sarah Menezes ocupa atualmente a segunda colocação no ranking mundial da categoria ligeiro (até 48kg), atrás apenas da mongol Urantsetseg Munkhbat. Apesar disso, ela garante que a briga pela liderança da lista não é sua prioridade.

"Não me ligo tanto assim no ranking. Mesmo sabendo que é algo importante, ficar pensando muito nisso não ajuda em nada nas competições. Quando subimos no tatame, não tem essa de ranking, tudo pode acontecer. Aqui não tem essa pressão toda para que eu fique no topo do ranking, mas pretendo ficar pelo menos entre os três primeiros para ser cabeça de chave nos Jogos (do Rio, em 2016)", disse Sarah Menezes, que ganhou bronze nas três últimas edições do Mundial de Judô.

Agora, ela tem a chance de subir mais uns degraus no pódio da próximo Mundial de Judô, que acontecerá entre os dias 25 e 31 de agosto, na Rússia. Para isso, vem fazendo uma preparação intensa durante a temporada. "No primeiro semestre, mantivemos o foco nos treinos, inclusive com vários intercâmbios. Fizemos várias viagens nessa primeira etapa. Agora no segundo semestre, vamos competir em quantos eventos pudermos e, em alguns casos, aproveitar para treinar também, como acabamos de fazer após o Grand Prix de Havana, quando ficamos mais três dias para praticar mais um pouco", contou a judoca, citando a competição em Cuba, na qual ficou com a medalha de bronze.

Seu próximo desafio será a disputa do Grand Slam da Rússia, nos dias 12 e 13 de julho. "Tenho certeza que o nível estará altíssimo, assim como em Cuba. Nesse tipo de torneio, sempre podemos conferir como os adversários estão. Além disso, sempre aparece gente nova, que vez ou outra surpreende. Vai ser um ótimo preparo para o Mundial", avaliou Sarah Menezes.