KIM LUDBROOK/EFE
KIM LUDBROOK/EFE

Seleção de rúgbi da Nova Zelândia ganha Princesa de Astúrias do Esporte

Prêmio é concedido anualmente pela monarquia espanhola

Estadão Conteúdo

24 Maio 2017 | 10h02

A seleção de rúgbi da Nova Zelândia foi laureada com o prêmio Princesa de Astúrias deste ano, na categoria Esporte. De acordo com a organização do prêmio, concedido anualmente pela monarquia espanhola, o time foi reconhecido "pelo êxito e por representar a solidariedade e a integração cultural."

 

Para o júri do prêmio, os atuais campeões mundiais são um ícone global no rúgbi e umas das equipes de maior êxito do mundo. Além disso, de acordo com a organização, a introdução do "haka", a popular dança tribal maori interpretada pelos atletas do time antes das partidas, traz contribuições para a integração de neozelandeses de diferentes origens.

Com os reconhecimento, os "All Blacks" receberão um prêmio de 50 mil euros (mais de R$ 189 mil). A cerimônia de entrega do prêmio está marcada para outubro, na cidade de Oviedo, onde também serão homenageados outros oito vencedores, nas categorias Artes, Comunicação, Cooperação Internacional, Ciências Sociais, Literatura, Pesquisa Técnica e Científica e Paz.

Além dos "All Blacks" na categoria Esporte, também já foram anunciados os vencedores nas categorias Artes (William Kentridge), Comunicação (Les Luthiers) e Cooperação Internacional (museu Sociedade Hispânica da América). Até o final de junho, serão conhecidos os vencedores das outras quatro categorias do prêmio.

Mais conteúdo sobre:
Nova Zelândia Espanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.