Damien Poullenot/ WSL
Damien Poullenot/ WSL

Sem ondas em Saquarema, quartas de final da etapa do Rio são adiadas

Quatro brasileiros estarão na disputa nesta sexta, de olho no título da etapa e também na liderança da temporada

Estadão Conteúdo

17 Maio 2018 | 17h50

Sem ondas em Saquarema, os surfistas não caíram no mar na etapa do Rio de Janeiro do Circuito Mundial, nesta quinta-feira. Assim, a fase de quartas de final foi adiada para esta sexta, quando quatro brasileiros estarão na disputa, de olho no título da etapa e também na liderança da temporada.

Medina e Filipinho vão às quartas de final em etapa do Rio de Janeiro

"O swell (ondulação) decaiu bem mais do que a gente esperava, está praticamente sem ondas agora e com vento maral", disse Renato Hickel, um dos dirigentes da World Surf League, que organiza o Circuito Mundial. A competição será retomada às 6h45 desta sexta, na praia da Barrinha, onde predominam as direitas - o palco principal da disputa é a praia de Itaúna.

"A previsão para amanhã [sexta-feira] está bem parecida com a do último dia que a gente fez o campeonato na Barrinha. Então já marcamos a chamada para ser feita lá as 6h45 com grandes esperanças de ter um swell com boas ondas para terminar o evento lá nesta sexta-feira", disse Hickel.

Dominada por brasileiro, a fase de quartas de final terá quatro representantes da casa: Gabriel Medina, Filipe Toledo, Michael Rodrigues e Yago Dora. Os dois primeiros têm chance de alcançar o topo do ranking da temporada. O australiano Julian Wilson é o principal rival da dupla por ocupar atualmente a ponta, ao lado de Italo Ferreira, já eliminado no Rio.

Pela ordem das baterias, Filipinho será o primeiro a cair na água nesta sexta. Ele vai enfrentar o norte-americano Kolohe Andino. Na sequência, Michael Rodrigues duelará com Julian Wilson. Medina terá pela frente o australiano Wade Carmichael, enquanto Yago Dora vai encarar o havaiano Ezekiel Lau.

Mais conteúdo sobre:
Circuito Mundial de Surfe

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.