Sul-Americano: Edvaldo é o destaque

Mais um dia de muitas medalhas para a equipe brasileira de natação no 36º Sul-Americano de Desportos Aquáticos, que termina neste domingo, em Belém do Pará. O nadador baiano Edvaldo Valério venceu a prova dos 50 m livre, da qual é especialista, e mostrou à torcida por que recebeu o apelido de "Bala". Com um ritmo de braçadas impressionante (77), bateu o próprio recorde de campeonato superado nas eliminatórias, com 22s72. "Na verdade eu queria chegar mais perto do recorde sul-americano Fernando Scherer (22s18), mas tenho de ter paciência." Edvaldo está se recuperando de uma lesão no joelho esquerdo, que o deixou fora do Mundial de Piscina Curta em Moscou, na Rússia, em abril. Amanhã ele disputa os 100 m livre ao lado de Gustavo Borges. No revezamento 4X100 medley masculino a equipe brasileira ganhou com tranqüilidade a prova, com 3min47s81 contra 3min50s54 da Venezuela. Já no revezamento feminino 4X100 metros livre as brasileiras mostraram que são fortes candidatas a medalha no Mundial de Moscou. Venceram a prova com 3min56s04 com as atletas Flavia Delaroli, Tatiana Lemos, Mariana Brochado e Rebeca Gusmão. Amanhã, Eduardo Fischer, o grande destaque da competição com dois recordes sul-americanos (50 e 100 m peito) disputa os 200 m peito ao lado do especialista da prova Marcelo Tomazini. O Brasil segue na liderança com 425 pontos. A segunda posição vem para Argentina com 257 pontos e Venezuela e Colômbia disputam pela a terceira colocação.

Agencia Estado,

16 Março 2002 | 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.