Thiago Braz decepciona e passa em branco em etapa da Diamond League nos EUA

Brasileiro foi ouro no salto com vara nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

Estadão Conteúdo

27 Maio 2017 | 20h14

Medalha de ouro na prova do salto com vara nos Jogos Olímpicos do Rio-2016, o brasileiro Thiago Braz decepcionou neste sábado na etapa de Eugene, nos Estados Unidos, da Diamond League. Na disputa contra seus principais rivais - o francês Renaud Lavillenie e o norte-americano Sam Kendricks -, o atleta paulista não conseguiu executar um salto sequer e ficou na última colocação.

Thiago Braz errou as suas duas primeiras tentativas para 5,56 metros. Com isso, pressionado pelo fato de seus concorrentes já terem avançado para alturas maiores, e subiu o sarrafo para 5,71 metros em sua terceira e derradeira tentativa. Também não conseguiu executar o salto e acabou fora da competição sem marca. Assim, seu melhor desempenho na temporada continua sendo os 5,60 metros alcançados neste mês em Xangai, na China, na etapa anterior da Diamond League.

A vitória em Eugene ficou com Sam Kendricks, que obteve a marca de 5,86 metros, e superou Renaud Lavillenie, derrotado por Thiago Braz na final olímpica. Medalha de prata no Rio-2016, ele chegou a 5,81 metros e não conseguiu saltar 5,91 metros para assumir a primeira colocação. Também com 5,81 metros, o polonês Piotr Lisek ficou em terceiro lugar.

Se Thiago Braz decepcionou, outro brasileiro comemorou a vitória nos Estados Unidos. Thiago André venceu a milha, que não faz parte da Diamond League. Ele fez o tempo de 3min51s99, superando o britânico Chris O'Hare, com 3min53s34, e o norueguês Henrik Ingebrigtsen, de apenas 16 anos, o mais jovem a baixar dos quatro minutos na prova, com 3min53s79.

Quem também se destacou foi o britânico Mo Farah, que fez o melhor tempo do ano nos 5.000 metros com 13min00s70. Já a norte-americana Ashley Spencer também assumiu a liderança na temporada nos 400 metros com barreiras, vencendo a prova em 53s38.

Nos 100 metros, com ventos a favor de 2,4m/s, o norte-americano Ronnie Baker venceu com o tempo de 9s86, desbancando outros cinco corredores que fizeram a prova em menos de 10 segundos, incluindo o compatriota Justin Gatlin, quinto colocado com 9s97.

Mais conteúdo sobre:
atletismo Thiago Braz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.