Vela: mau tempo cancela regatas

Primeiro por falta de vento, depois por causa da chuva forte, nenhuma regata foi realizada hoje na Semana Petrobrás de Vela, que está sendo disputada desde segunda-feira no lago Paranoá, em Brasília. A competição, que termina nesta sexta-feira, vai selecionar a equipe olímpica permanente de vela do Brasil. Devido ao mau tempo, a classificação permaneceu a mesma do dia anterior. Vários membros da equipe olímpica de vela de 2001 tem confirmado seu favoritismo e estão liderando no total geral, como Alexandre Paradeda na 470, Torben Grael e Marcelo Ferreira na Star, Robert Scheidt na Laser, Maurício Santa Cruz e João Carlos na Tornado. Como vencedores da classe Tornado, Maurício Santa Cruz e João Carlos Jordão já fazem parte da Equipe Olímpica Permanente de Vela 2002, ao lado de Ronaldo Fernandes e Fernando Jacobina. As regatas vêm sendo realizadas ao mesmo tempo em cinco clubes diferentes - Cota Mil, Iate Clube, Clube Naval, Clube da Aeronáutica e Associação Atlética Banco do Brasil (AABB). Hoje, algumas classes chegaram a dar a largada, como laser e laser radial, mas o vento parou de repente, frustrando o ânimo dos concorrentes. Depois de canceladas todas as regatas, com os barcos parados em terra, começou uma forte ventania e a chuva caiu pesada. No Clube Naval, as equipes de apoio precisaram segurar os barcos para evitar que eles voassem. Na AABB, vários barcos viraram e outros caíram das carretas.

Agencia Estado,

20 Março 2002 | 20h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.