1. Usuário
Assine o Estadão
assine
UFC

Wanderlei Silva vai se candidatar a deputado federal

O Estado de S. Paulo

10 Janeiro 2014 | 18h 13

'Se vocês acham o Romário polêmico, deixa eu entrar lá para ver o que vai acontecer', disse o atleta

SÃO PAULO - Aos 37 anos e com uma longa experiência no MMA, Wanderlei Silva decidiu se dedicar a outra carreira: a de político. O lutador brasileiro declarou nesta sexta-feira estar disposto a se candidatar a deputado federal pelo PSDB do Paraná, estado onde nasceu, nas próximas eleições legislativas, em outubro deste ano.

 

"Quem escolhe é o povo, o voto é que iguala o rico ao pobre. As pessoas têm de valorizar mais o voto, porque se continuar votando nos mesmos, não tem mudança. Coloco meu nome, ideias e princípios à disposição dos cidadãos. Quero entrar para fazer diferente e bem feito", afirmou Wanderlei.

 

A ideia de entrar para a política surgiu durante uma entrevista com a apresentadora Marília Gabriela, em setembro do ano passado. Carismático e sempre polêmico, o 'Cachorro Louco', como é conhecido, vem mostrando seu lado engajado há algum tempo. Durante as manifestações de junho, ele chegou a divulgar um vídeo "convocando" os brasileiros a saírem às ruas para protestar por um País melhor.

 

Apesar da novidade, Wanderlei Silva não pretende abandonar as luvas mesmo se conseguir vencer a disputa eleitoral. "Estou numa fase da vida que faço uma luta de cada vez. Primeiro vou nocautear o (Chael) Sonnen e ainda almejo o título. Quando estiver em Brasília, eu vejo o que fazer, preciso me eleger antes", garante.

 

 

A vontade de vencer o falastrão Sonnen no próximo The Ultimate Fighter Brasil e voltar a carregar um cinturão parece dividir espaço com as aspirações de mudança na política. "Vi que tenho muitos projetos que podem ser feitos, muitas coisas interessantes. Se a gente tiver pessoas sérias juntas, é possível fazer. Conseguimos abrir uma escola numa cidade no interior da Paraíba, por que Curitiba ou São Paulo, por exemplo, não poderiam ter uma? Não tem verba? Falta uma pessoa para colocar para frente. Cansei de pedir, vou lá fazer com as minhas próprias mãos, igual eu fiz a vida inteira. Chega desses corruptos nos roubando há tanto tempo. Pode ser uma coisa boa para todo mundo, e se der certo, vou entrar nessa empreitada. Se vocês acham o Romário polêmico, deixa eu entrar lá para ver o que vai acontecer".

 

Wanderlei Silva deve lançar a sua pré-candidatura para deputado federal na próxima semana, logo após o PSDB-PR realizar a sua convenção. Depois disso, o dever de lutador e estrela do próximo TUF Brasil, que vai ao ar em março, o chama.

UFC