Theo Karanikos/AFP
Theo Karanikos/AFP

Bolt brilha duas vezes e sua equipe vence evento na Austrália

'Foi brilhante', disse o jamaicano sobre o desempenho e a competição

Estadao Conteudo

11 Fevereiro 2017 | 11h26

Com mais um desempenho decisivo de Usain Bolt, a equipe "Bolt All-Stars" levou a melhor na noite deste sábado (manhã, no horário de Brasília) e venceu o Nitro Athletics, meeting de caráter de preparação deste início de temporada, em Melbourne, na Austrália. Bolt liderou sua equipe em mais uma prova de revezamento e também venceu disputa individual de 150 metros.

Como acontecera no segundo dos três dias de disputa do evento, na quinta, Bolt liderou a equipe formada também por seu compatriota Asafa Powell e pelas norte-americanas Jenna Prandini e Natasha Morrison. Eles venceram a prova do 4x100 metros misto, deixando para trás times da Austrália, Inglaterra, Japão, Nova Zelândia e China.

Bolt também disputou a prova dos 150 metros, sua primeira individual do ano. E não teve problemas para chegar na frente, com o tempo de 15s28 - a distância não faz parte do programa olímpico e nem dos Mundiais de atletismo. "Estou feliz, foi ótimo. Eu disse que iríamos forçar e foi o que fizemos", comemorou o jamaicano, recordista mundial dos 100 e 200 metros.

Com as performances de Bolt, a equipe "All-Stars" venceu o Nitro Athletics, com 3.040 pontos, 77 à frente do time australiano. O evento realizado em Melbourne é o primeiro do tipo, misturando revezamentos mistos, provas de distância incomum e corridas eliminatórias. O sucesso de público foi comprovado pela lotação do Lakeside Stadium.

 

Champagne Shower

Um vídeo publicado por Usain St.Leo Bolt (@usainbolt) em

Mesmo contando com um caráter mais informal, o evento contou com a presença do presidente da IAAF, Sebastian Coe. "Eu vi muita participação [da torcida], eu vi diversão e muitas risadas e é isso que estava faltando ao esporte há muito tempo", comentou o dirigente. "Foi uma ótima largada deste evento. A não ser que inovemos, vamos nos tornando cada vez menos relevantes e não podemos fazer isso."

Maior estrela do atletismo mundial da atualidade, Bolt também exaltou o evento. "Foi brilhante, empolgante. Acho que todos os atletas de pista e gramado no atletismo adoraram isso. Eu sabia que era disso que o atletismo precisava", comentou o jamaicano, que recebeu cachê de sete dígitos para competir em Melbourne.

 

BoltAllStars CHAMPIONS

Uma foto publicada por Usain St.Leo Bolt (@usainbolt) em

Esta foi a primeira competição disputada por Bolt desde que ele perdeu a medalha de ouro olímpica dos Jogos de Pequim, em 2008, justamente na prova do revezamento 4x100m. Quase nove anos após a conquista na China, a equipe jamaicana teve o título retirado no mês passado por causa do doping de Nesta Carter, um dos responsáveis por aquela vitória, mas que foi reprovado em reanálise de teste antidoping entre os muitos que estão sendo feitos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) com o objetivo de flagrar possíveis trapaças não detectadas anteriormente. Bolt disputa neste ano sua última temporada antes da aposentadoria.

Mais conteúdo sobre:
Atletismo atletismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.