Assine o Estadão
assine

Esportes

Vela

Cartola da vela caiu por críticas à Baía de Guanabara

Ex-presidente da ISAF queria levar provas para Búzios

0

Marcio Dolzan,
O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2016 | 07h00

O ex-presidente da Federação Internacional de Vela (ISAF, na sigla em inglês), Peter Sowrey, declarou que sua saída da entidade ocorreu por causa da sua insistência em levar a competição de vela dos Jogos Olímpicos do Rio para Búzios. A modalidade será disputada na Baía de Guanabara, muito criticada – principalmente no exterior – por causa da poluição da água.

Sowrey ficou no comando da ISAF por apenas cinco meses, de julho a dezembro do ano passado. Quando ele deixou a presidência, a entidade divulgou breve comunicado informando que a decisão se deu porque o dirigente optou por "buscar novos desafios na carreira".

A informação foi desmentida pelo próprio Peter Sowrey. Segundo ele, o motivo da saída foram suas constantes críticas à Baía de Guanabara e a sua preferência por Búzios, localizada a 180 km de distância do Rio.

"Foi dito a mim para me calar sobre o assunto. A diretoria (da ISAF) sentiu que eu estava sendo muito agressivo. Eles basicamente me botaram para fora. Eu não me demiti. A diretoria, no final, me disse para sair", afirmou, em entrevista publicada pela agência de notícias americana Associated Press (AP).

A transferência para Búzios era considerada por Sowrey como a melhor opção. Atletas também chegaram a se manifestar a favor da mudança, e até mesmo uma campanha chegou a ser feita por representantes de hotéis e restaurantes da cidade. "Fiz um plano com Búzios e tentei levar à frente. Eu não podia vencer essa batalha, não internamente na Isaf, e eu não podia vencê-la com os organizadores. Fiquei perplexo, porque não havia um plano reserva", disse o ex-dirigente.

Procurado pelo Estado, o Comitê Rio-2016 informou que "não tem conhecimento sobre os motivos que levaram à saída de Peter Sowrey". E, mais uma vez, garantiu que as águas da Baía de Guanabara estarão em boas condições para a segurança dos atletas.

FUTEBOL

Japão e Coreia do Sul se classificaram ontem para o torneio masculino de futebol dos Jogos. Com isso, 14 das 16 equipes já estão definidas.

Comentários