Laszlo Balogh/Reuters
Laszlo Balogh/Reuters

COI bane mais 11 russos por doping nos Jogos de Inverno de Sochi-2014

Quatro atletas foram medalhistas na ocasião - dois deles já haviam perdido suas medalhas por punições anteriores

Estadão Conteúdo

22 Dezembro 2017 | 15h46

O Comitê Olímpico Internacional (COI) baniu nesta sexta-feira mais 11 atletas russos flagrados em testes antidoping durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi, em 2014. Quatro deles foram medalhistas no evento disputado em solo russo, sendo que dois já haviam perdido suas conquistas por conta de punições anteriores.

+ Russo do bobsled recebe suspensão vitalícia do COI por doping

Os 11 atletas punidos nesta sexta são de cinco modalidades diferentes: Ivan Skobrev e Artem Kuznetcov, da patinação de velocidade; Tatyana Ivanova e Albert Demchenko, do luge; Nikita Kryukov, Alexander Bessmertnykh e Natalia Matveeva, do esqui cross-country; Liudmila Udobkina e Maxim Belugin, do bobsled; e Tatiana Burina e Anna Shchukina, da seleção russa de hóquei no gelo.

Ivanova e Demchenko haviam faturado a medalha de prata no luge. Mas tiveram as conquistas cassadas. Além disso, estão banidos das próximas edições dos Jogos - a edição seguinte acontecerá na Coreia do Sul, em fevereiro de 2018 -, assim como os demais nove punidos nesta sexta.

Kryukov e Bessmertnykh, do esqui cross-country, já haviam perdido medalha conquistada em Sochi-2014 por causa de doping de companheiros da mesma equipe na modalidade, anunciados nas últimas semanas. Com estas punições, atletas da Itália, Alemanha, Letônia e Canadá devem herdar as medalhas na sequência dos trâmites do COI.

O COI não informou quais foram as substâncias detectadas nos testes destes atletas que foram reanalisados recentemente. "Os motivos destas decisões serão comunicados no futuro", afirmou a entidade, em comunicado. O mesmo aconteceu com as punições anunciadas nas últimas semanas, em meio as investigações realizadas pela Oswald Commission, que apura casos de doping em Sochi-2014.

Com as punições anunciadas pelo COI nesta sexta, a Rússia chegou a 46 casos de doping no contexto da Oswald Commission. Estas apurações visam principalmente os casos nos Jogos de Sochi-2014. A Rússia é acusada de doping sistemático e até com o apoio do governo durante o evento. Há suspeita de trocas de amostras dos atletas locais ao longo de todo o evento de inverno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.