AP Photo
AP Photo

Comitê confia no apoio de Macron para fortalecer candidatura olímpica de Paris

Disputa para organizar o evento de 2024 está entre a capital francesa e Los Angeles

Estadão Conteudo

10 Maio 2017 | 12h30

Os líderes da candidatura de Paris à sede da Olimpíada de 2024 estão otimistas em relação ao apoio do presidente recém-eleito da França, Emmanuel Macron, ao objetivo de levar o Jogos para a cidade. Eles acreditam, inclusive, que a vitória de Macron sobre Marine Le Pen no segundo turno, no último fim de semana, fortalecerá a tentativa de Paris de receber o evento.

Na corrida contra Los Angeles, nos Estados Unidos, a capital francesa se prepara para receber inspetores do Comitê Olímpico Internacional (COI), que chegam à França no próximo sábado para avaliar a candidatura de Paris, conhecer as sedes propostas e se reunir com lideranças locais. O mesmo procedimento está sendo realizado nesta semana em Los Angeles.

Para o comitê que tenta levar os Jogos Olímpicos para Paris, a eleição de Macron, que toma posse no próximo domingo, fortalece a possibilidade de que a capital seja escolhida pela COI. "Ele é o líder que precisávamos para personificar o compromisso do Estado", disse nesta quarta-feira o líder do comitê, Tony Estanguet.

Ele conta que Macron apoia a candidatura de Paris e quer se reunir com os inspetores do COI durante os trabalhos de avaliação na cidade. Ainda não há nenhuma confirmação de agenda do novo presidente para este fim. "Ele é um líder jovem e dinâmico, aberto ao mundo e quer que a França tenha êxito internacional. São valores que defende e que nós podemos somar (na defesa desses valores)", afirmou Estanguet.

A decisão do COI sobre a sede da Olimpíada de 2024 será conhecida em setembro deste ano. A disputa também envolvia Roma, Hamburgo e Budapeste, mas todas abandonaram o processo.

Mais conteúdo sobre:
Emmanuel Macron Olimpíada França

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.