Divulgação
Divulgação

Comitê Rio 2016 denuncia golpe na venda de ingressos

Órgão revela fraude, já que bilhetes ainda não estão à venda

RONALD LINCOLN JR. E SÍLVIO BARSETTI, O Estado de S. Paulo

18 Março 2015 | 13h09

O Comitê Rio 2016 denunciou nesta quarta-feira a existência de um "golpe" na oferta de ingressos para a Olimpíada. Bilhetes casados com hospitalidade estariam sendo oferecidos por e-mails ou telefonemas. O Rio 2016 confirmou a fraude com pelo menos 20 pessoas que foram abordadas para a compra fantasiosa. "Estamos diante de um golpe e é preciso alertar o público de que a venda não começou", disse o diretor de comunicação da Rio 2016, Mario Andrada.

Pelo cronograma estabelecido pela Rio 2016 e pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), as vendas passam por etapas. Em 31 de março, os interessados começam a pedir os bilhetes pelo site do Rio 2016. Em junho, haverá o primeiro sorteio. Em agosto, o segundo.

"Muita gente não caiu nessa história porque soube ponderar. Uma oferta de 70 reais para uma competição de atletismo é totalmente irreal. O atletismo é um esporte nobre nos Jogos", comentou Andrada.

O dirigente informou que as investigações sobre o golpe já começaram, mas não deu detalhes. "Temos uma equipe de segurança, que contempla todas as esferas de governo, e o caso está com eles, silenciosamente", declarou o diretor da Rio 2016.

O comitê vai colocar pacotes à venda provavelmente no segundo semestre deste ano. Mas não definiu ainda quais os critérios adotará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.