1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

De sunga, Phelps torce por time de basquete universitário

- Atualizado: 29 Janeiro 2016 | 13h 33

Nadador rouba a cena durante jogo da equipe de Arizona State

Vestindo apenas uma pequena sunga e uma toca amarelas, além de exibir uma penca de medalhas no peito e uma gravata borboleta, Michael Phelps roubou a cena na noite da última quinta-feira ao aceitar o convite de um time universitário dos Estados Unidos para figurar como torcedor ilustre durante um jogo de basquete.

Maior medalhista olímpico da história, o nadador exibiu o seu lado descontraído ao fazer parte de forma inusitada do setor da torcida da equipe Sun Devil Athletics, do Arizona, em partida contra o Oregon State. Este setor é chamado de "Cortina da Distração" e tem como objetivo principal atrapalhar os jogadores de um time adversário ao longo de uma partida.

Michael Phelps se empolga ao torcer para o time de basquete da Arizona State
Michael Phelps se empolga ao torcer para o time de basquete da Arizona State

E Phelps aparentemente acabou tendo sucesso em sua "missão", pois, quando apareceu durante o jogo para torcer em meio a outros torcedores também vestidos sem camisa, ele dançou, gritou e viu de perto um atleta do Oregon State, Stephen Thompson Jr, errar dois lances livres seguidos na partida que terminou com vitória do Sun Devil por 86 a 68, na Wells Fargo Arena.

A presença de Phelps no confronto está ligada ao fato de que ele está auxiliando a Arizona State University como uma espécie de assistente técnico de natação neste ano, no qual espera poder brilhar novamente em uma Olimpíada nos Jogos do Rio. Dono de 22 medalhas olímpicas, sendo 18 delas de ouro, o consagrado nadador deverá lutar para se classificar para as disputas de três provas individuais na seletiva norte-americana: os 100m e 200m borboleta e os 200m medley.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX