Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes » Investigação aponta envolvimento de Putin nos casos de doping

Esportes

Alexei Druzhinin/AFP

Investigação aponta envolvimento de Putin nos casos de doping

Agência Mundial Antidoping divulgou novo documento revelador

0

Jamil Chade, correspondente em Genebra,
O Estado de S. Paulo

14 Janeiro 2016 | 07h19

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, sabia dos casos de doping no atletismo e as decisões sobre quem competiria nos eventos internacionais exigiam que a Associação Internacional de Atletismo fechasse acordos diretamente com o chefe do Kremlin. Essa é a constatação do informe produzido pela Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) que, no final do ano passado, já havia tomado a decisão de suspender a Rússia das competições de atletismo no Rio de Janeiro, durante a Olimpíada.

Escrito por Dick Pound, o novo documento de 89 páginas denuncia a "corrupção enraizada na IAAF" e que os casos não foram apenas isolados. No informe, os investigadores revelam como, de repente, a relação entre o ex-presidente da entidade, Lamine Diack e Putin ganhou uma nova dimensão. 

O dinheiro de Moscou também começou a entrar, com um salto de US$ 6 milhões para US$ 25 milhões dados por um banco russo para os direitos de transmissão do Mundial de Atletismo em 2013. 

Num dos trechos do informe, os investigadores mostram como Diack se reuniu com um dos advogados da entidade, Huw Roberts. O advogado então explicou que nove atletas russos haviam sido pegos nos testes de doping e questionou o dirigente sobre como ele deveria lidar com o caso.

Diack apenas explicou que "estava em uma posição difícil e que apenas poderia ser resolvida por Putin, com quem ele construiu uma amizade". Nenhum dos nove atletas competiu no Mundial de Atletismo de 2013. Mas os casos não foram investigados. 

Em janeiro de 2014, o advogado pediu sua demissão, depois de ficar claro que ele não teria controle sobre os casos de doping envolvendo os russos. Diack havia escolhido outro advogado para lidar com os casos russos, Habib Cisse, seu advogado pessoal e sem qualquer experiência em casos de doping. Hoje, Cisse está sob investigação na França por corrupção. 

PAGAMENTO

Segundo os investigadores, o caso dos nove atletas russos foi revolvido em 2012, num hotel de Moscou. No encontro estavam Cisse, um dos filhos de Diack, um conselheiro de uma TV local e o chefe da Federação de Atletismo da Rússia, Valentin Balakhnichev.

No encontro, o pagamento da TV russa para a IAAF triplicou, sem motivos aparentes. Agora, Pound quer que o acordo seja investigado. O informe completo será revelado ao meio dia do horário brasileiro. 

Comentários