Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Maior campeão da história do vôlei de praia, Emanuel anuncia aposentadoria

Esportes

Divulgação

Esportes

Emanuel

Maior campeão da história do vôlei de praia, Emanuel anuncia aposentadoria

Jogador estava convocado para ser reserva na Rio-2016

0

Estadão Conteúdo

29 Fevereiro 2016 | 22h15

O maior jogador da história do vôlei de praia brasileiro não vai esperar os Jogos Olímpicos do Rio, para o qual foi convocado como reserva, para encerrar a carreira. Aos 42 anos, Emanuel anunciou nesta segunda-feira que vai se aposentar do esporte após a disputa do Grand Slam do Rio, na semana que vem.

"Chegou a hora de dizer: 'Agora eu não jogo mais'. A decisão está tomada. Os momentos passam em nossa cabeça. As areias sempre foram o meu lugar de conforto", contou Emanuel, emocionado, em entrevista ao Jornal Nacional, da Rede Globo.

A decisão vem apenas quatro dias após Emanuel ser eleito para presidir a Comissão de Atletas de Vôlei de Praia da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). O veterano já era o porta-voz dos atletas, tendo ajudado a convencer a entidade a anunciar já no ano passado as duplas que estarão na Olimpíada.

Também na semana passada ele ficou fora da etapa de Maceió do Circuito Mundial por conta de uma lesão. Sentindo o peso da idade, Emanuel já não era mais o mesmo jogador que alcançou o recorde histórico de títulos no vôlei de praia.

Após a prata com Alison em Londres, os resultados da dupla foram piorando até que o "Mamute" decidiu encerrar a parceria. Emanuel passou a jogar com Pedro Solberg, mas o time não foi para frente. Em meados de 2014 ele retomou a dupla com Ricardo, ouro olímpico em Atenas, em 2004. Ao longo de toda a corrida olímpica no ano passado, entretanto, eles sequer conseguiram alcançar uma semifinal no Circuito Mundial.

Ainda assim, conseguiram a convocação para serem reservas na Olimpíada, para o caso de Alison e Bruno Schmidt ou Pedro Solberg e Evandro se machucassem. Emanuel não quis esperar a chance de disputar sua sexta Olimpíada e resolveu parar agora.

Vai encerrar a carreira como o jogador mais vitorioso que o vôlei de praia já viu, dono de nove títulos do Circuito Brasileiro e 10 vezes campeão do Circuito Mundial, a última delas em 2011. Emanuel ainda ganhou três vezes o Mundial de Vôlei de Praia (1999, 2003 e 2011), que é disputado a cada quatro anos e dois ouros em Jogos Pan-Americanos (2007 e 2011).

Em Jogos Olímpicos foram três medalhas: o ouro de 2004 e o bronze de 2008 com Ricardo e prata de 2012 com Alison. Como atleta, só fica atrás de Torben Grael e Robert Scheidt, da vela, com cinco, e Gustavo Borges, da natação, com quatro. Scheidt, único que segue em atividade, nasceu no mesmo dia que Emanuel e também deve se aposentar em breve.

Comentários