Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Medalhista no Mundial de tae kwon do não irá ao Rio por perder luta

Esportes

Divulgação

Medalhista no Mundial de tae kwon do não irá ao Rio por perder luta

Atleta disse que precisava escolher entre 'sonho e saúde'

0

DEMÉTRIO VECCHIOLI,
Estadão Conteúdo

17 Janeiro 2016 | 20h29

Medalhista de bronze no Mundial de Tae Kwon Do de 2014, Guilherme Dias está fora dos Jogos Olímpicos do Rio. O garoto, de apenas 23 anos, não compareceu à segunda etapa da seletiva brasileira, realizada neste domingo, em Santos (SP). Pelo Facebook, disse que precisou escolher entre "o sonho e saúde" e pediu desculpas aos técnicos, patrocinadores (incluindo o Governo Federal, uma vez que ele ganha Bolsa Pódio) e aos torcedores.

"Muitos enxergaram a minha decisão como fraqueza e eu compreendo que pensem assim. No entanto, escolher não prosseguir nesta seletiva em busca da vaga olímpica foi a decisão mais corajosa que já tomei em toda minha carreira como atleta", escreveu Guilherme.

O atleta vinha tendo dificuldades em baixar o peso para até 58kg, tanto que, por não bater esse peso na seletiva para a seleção brasileira do ano passado, acabou ficando fora da equipe e, consequentemente, do Mundial de 2015. De acordo com Guilherme, o esforço para bater o peso em Santos exigiu um stress físico e emocional.

"Conseguiria ter ido para esta seletiva e bater o peso tranquilamente. No entanto, meu desempenho nas lutas talvez não fosse o desejado, principalmente por mim, e quem sabe o esforço prejudicasse minha integridade física. Chega o momento na vida do atleta que o bom senso deve falar mais alto. Infelizmente esse momento chegou junto com uma competição importantíssima", relatou.

"Resolvi acima de tudo escutar meu coração. Foi por isso que optei por não comparecer à seletiva deste domingo. Quero que saibam que não desisti. Estarei pronto a tentar mais uma vez, se a sorte assim me permitir", completou Guilherme.

Pelos critérios previamente estipulados pela CBTKD, desta seletiva em Santos saíram três atletas de cada uma das três categorias que o Brasil vai disputar no Rio-2016. Eles se enfrentam em uma última seletiva, sem data nem local definidos. A comissão técnica tem o aval para distribuir mais um convite por categoria, mas a CBTKD já indicou que não pretende se fazer valer dessa brecha no regulamento.

Na categoria de Guilherme, o vencedor desta etapa foi João Miguel Neto, que recentemente foi inocentado por um caso de doping - ele ficou oito meses afastado por conta disso. Também se classificaram Leonardo Moraes e Venilton Teixeira - este, medalhista no Mundial de 2015.

No peso pesado (+80kg) vão disputar a vaga olímpica André Bilia, Maicon Siqueira e Guilherme Feliz. Já entre as mulheres, a briga será entre Rafaela Araújo, Julia Vasconcelos e Talita Djalma na categoria até 57 kg.

O Brasil tem direito a quatro vagas por convite no tae kwon do do Rio-2016. Iris Sing se classificou pelo ranking olímpico na até 49kg, mas, em comum acordo com a CBTKD e o COB, abriu mão dessa vaga. Era melhor ela utilizar a vaga dada por convite ao Brasil porque entraria como cabeça de chave no sorteio da Olimpíada.

A CBTKD, entretanto, assinou um compromisso de que Iris será convocada para disputar a Olimpíada a partir deste convite. Natália Diniz, que venceu Talisca Reis em Santos, deverá ficar como reserva - se Iris fosse à Olimpíada pelo ranking, a reserva seria a sétima do ranking mundial, não uma brasileira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.