1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Paris assegura R$ 35 milhões em acordos de patrocínio para candidatura olímpica

- Atualizado: 09 Fevereiro 2016 | 11h 57

Os responsáveis pela candidatura de Paris aos Jogos Olímpicos de 2024 anunciaram nesta terça-feira que garantiram cerca de 8 milhões de euros (aproximadamente R$ 35 milhões) em acordos de patrocínio com quatro grandes grupos franceses. 

O comitê de candidatura disse cada um dos quatro novos parceiros - Caisse des Depots, Elior Group, JCDecaux e RATP - contribuirá com cerca de 2 milhões de euros (R$ 8,7 milhões) cada para o orçamento.

O anúncio se segue ao primeiro acordo de patrocínio, fechado em janeiro, com a loteria nacional francesa, a Francaise des Jeux, que também prometeu 2 milhões de euros em financiamento para a candidatura.

Bernard Lapasset, copresidente do comitê de candidatura para Paris-2024
Bernard Lapasset, copresidente do comitê de candidatura para Paris-2024

"Estamos agora ansiosos para trabalhar com nossos parceiros para espalhar a especial mensagem olímpica através de nossa cidade e nação para que o público possa realmente fazer parte e se envolver com a nossa campanha para se tornar a cidade anfitriã dos Jogos Olímpicos em 2024", disse o chefe-executivo da candidatura de Paris, Etienne Thobois.

O custo da campanha foi estimado em cerca de 60 milhões de euros (R$ 261 milhões), com metade do orçamento sendo arcado através de financiamento privado. E se Paris for escolhida para sediar a Olimpíada, o orçamento da infraestrutura para a realização dos Jogos deve chegar a 3 bilhões de euros (R$ 13 bilhões), com custos operacionais de 3,2 bilhões de euros (R$ 13,9 bilhões).

Bernard Lapasset, copresidente do comitê de candidatura, disse à rádio RTL que a metade do valor de financiamento público já foi recebida através de subsídios do Estado. Ele também prometeu que não haverá aumentos de impostos para financiar o projeto.

Paris, que sediou os Jogos Olímpicos em 1900 e 1924, está competindo contra Budapeste, Roma e Los Angeles pela sede do evento. O Comitê Olímpico Internacional vai escolher a cidade anfitriã em setembro de 2017.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX