Divulgação/IJF
Divulgação/IJF

Alexia Castilhos fatura mais um bronze para o Brasil em Grand Prix na Turquia

Judoca brasileira, considerada promessa na modalidade, derrotou por ippon a sueca Mia Hermansson e consolidou seu melhor resultado desde que subiu para a classe sênior

Estadão Conteúdo

07 Abril 2018 | 17h34

Pelo segundo dia consecutivo, o judô brasileiro subiu ao pódio do Grand Prix de Antalya, na Turquia. Neste sábado, foi a vez de Alexia Castilhos conquistar a medalha de bronze ao derrotar por ippon a sueca Mia Hermansson. Na última sexta-feira, primeiro dia de competições, Sarah Menezes também foi bronze.

+ Leia mais notícias sobre judô

+ Sarah Menezes conquista medalha de bronze na Turquia

+ McGregor depõe nos EUA após ser preso por agressões e vandalismo em evento do UFC

Alexia Castilhos é um dos nomes da nova geração de judocas do Brasil que estão em processo de transição das categorias de base para a classe adulta. A medalha na Turquia é sua primeira em etapas de Grand Prix do Circuito Mundial da FIJ (Federação Internacional de Judô, na sigla em inglês), seu melhor resultado desde que subiu para a classe sênior.

O caminho da brasileira em Antalya começou com vitória por ippon sobre a britânica Lubjana Piovesana, nas oitavas de final. Nas quartas, teve um waza-ari de vantagem contra a russa Valentina Kostenko, mas sofreu uma chave de braço e desistiu do combate. Alexia Castilhos recuperou-se na repescagem com vitória por três punições à Inbal Shemesh, de Israel, e foi para a disputa de bronze, onde derrotou Mia Hermansson com dois waza-ari.

O Brasil ainda teve uma representante na outra disputa de bronze do meio-médio feminino (63kg) com Yanka Pascoalino, que acabou deixando escapar a medalha ao sofrer dois waza-ari contra a turca Busra Katipoglu. Antes disso, Yanka venceu Yu Chin Cheng, de Taipei; caiu para Mia Hermansson, nas quartas; e venceu Kamila Badurova, na repescagem.

O peso leve (73kg) David Lima também fez boa competição, mas não conseguiu subir ao pódio. Ele chegou à semifinal de sua categoria após derrotar Tsogtbaatar Tsend-Ochir (Mongólia), Omari Niazashvili (Geórgia) e Christopher Wagner (Áustria) em sequência. Na penúltima luta, porém, caiu para o sueco Tommy Macias, que ficou com ouro ao derrotar Changrin An, da Coreia do Sul, na final. David lutou pelo bronze contra o iraniano Mohammad Mohammadi e perdeu por apenas um waza-ari.

Também no peso leve masculino, Jeferson Santos Júnior caiu na estreia diante de Daniel Williams, da Grã-Bretanha. E, no peso médio feminino (70kg), Bruna Silva não passou por Zere Bektaskyzy, do Casaquistão.

Outros quatro brasileiros lutarão neste domingo: Gustavo Assis (90kg), Rafael Macedo (90kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Jonas Inocêncio (+100kg).

Mais conteúdo sobre:
Judô judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.