Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Anderson Silva falta a coletiva para ir ao hospital, mas passa bem

Esportes

Niklas Halle'n|AFP

Anderson Silva falta a coletiva para ir ao hospital, mas passa bem

Brasileiro foi derrotado por Michael Bisping no UFC Londres

0

Estadão Conteúdo

28 Fevereiro 2016 | 11h54

Derrotado pelo inglês Michael Bisping no sábado à noite, em sua volta ao octógono, Anderson Silva faltou à entrevista coletiva obrigatória pós luta. O lutador brasileiro, que saiu do ringue reclamando de "corrupção", não falou com a imprensa alegando uma suspeita de lesão no tornozelo esquerdo. Ele foi encaminhado a um hospital de Londres, mas as informações iniciais são de que ele não teve nenhum ferimento detectado.

Assim, ele não explicou a polêmica declaração ao repórter do UFC, ainda no octógono, quando disse: "Brasil, a parada é a seguinte: não tem como vencer de um jeito, eles fazem de outro. Vocês viram aí, não é? Corrupção total, às vezes é que nem no Brasil". Apesar de a entrevista ter começado em inglês, essa declaração foi dada em português.

Como a volta de Anderson depois de um ano suspenso por doping era a luta que fechava o card principal do evento em Londres, o confronto, pelas regras do UFC, teve cinco rounds, dois a mais do que o usual. Para todos os três juízes, Bisping venceu por 28 a 27, o que significa que ele foi melhor que o brasileiro em três rounds.

Parte da torcida de Anderson, entretanto, acha que ele só perdeu o primeiro e segundo assaltos, tendo vencido todos os restantes. No terceiro, o brasileiro foi dominado até acertar uma joelhada voadora e jogar Bisping no chão. Anderson, displicente a luta toda, não foi para cima para finalizar o inglês e preferiu subir na grade para comemorar. O árbitro não declarou nocaute e, logo em seguida, o gongo soou.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.