Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Rafael dos Anjos descarta 'roubar' cinturão de McGregor

Esportes

Christian Petersen/ AFP

Esportes

UFC

Rafael dos Anjos descarta 'roubar' cinturão de McGregor

Brasileiro fará primeira superluta do Ultimate no UFC 197

0

Renan Fernandes,
O Estado de S. Paulo

26 Janeiro 2016 | 07h00

A permissão para Conor McGregor, campeão dos penas (até 66 kg), enfrentar Rafael dos Anjos na busca pelo cinturão dos leves (até 70 kg), só fez aumentar os rumores de novas superlutas no UFC. O brasileiro até se anima em outro confronto deste porte, porém, descarta descer de categoria e tentar tomar o título do irlandês. 

"Eu tinha 66 quilos quando tinha 12 anos. Para fazer isso eu tenho que cortar uma perna. Mas se o UFC me desse a oportunidade eu subiria", revela Dos Anjos em entrevista ao Estado.

Se perder peso seria um problema para o carioca de 31 anos, um confronto nos meio-médios não está descartado. "Ia me aliviar um pouco. Se eu tivesse essa oportunidade, com todo respeito ao Robbie Lawler, campeão da categoria, eu acho que eu subiria", explica. 

Durante coletiva realizada em Las Vegas, no começo de 2016, o falastrão Conor McGregor cogitou unificar três cinturões. "Eu sinto que posso ir para os meio-médios. Sinto que consigo ter três cinturões ao mesmo tempo e defender todos. Acho que consigo fazer isso até o fim do ano".

As superlutas sempre foram cogitadas no UFC. Confrontos entre Anderson Silva e George Saint-Pierre, ou Spider contra Jon Jones sempre foram motivo de discussões entre os fãs do MMA, mas nunca saíram do papel. 

Grande nome da atualidade, ao lado de Ronda Rousey, Conor McGregor é o primeiro lutador com aval do chefão do UFC, Dana White, para tentar o título de duas categorias diferentes. Sem ao menos fazer uma defesa do cinturão dos penas, após vitória contra José Aldo, o irlandês poderá colocar seu nome de vez na história do Ultimate, no UFC 197, dia 5 de março.

CUSTA CARO

Em entrevista ao programa Submission Radio, o campeão dos mosca, Demetrious Johnson, revelou seu preço para uma superluta contra Dominick Cruz, atual campeão peso-galo. "Você sabe o meu preço para superlutas: dois milhões de dólares. Se eu receber uma proposta de dois milhões de dólares para lutar contra Dominick Cruz, assino o maldito contrato. Só um idiota não assinaria", disse o Mighty Mouse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.