Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Eder Jofre é condecorado na Câmara Municipal de São Paulo

Maior peso galo da história do boxe será homenageado nesta segunda-feira, às 19 horas, com a Medalha de Honra do Mérito Desportivo.

Wilson Baldini Jr., O Estado de S. Paulo

09 Outubro 2017 | 16h19

Eder Jofre, maior peso galo da história do boxe, recebe nesta segunda-feira, na Câmara Municipal, às 19 horas, a Medalha de Honra do Mérito Desportivo.

+ Brasil tem a geração mais promissora na luta por título no boxe

Eder foi campeão mundial dos galos (até 53,524 quilos) de 1960 a 1965. Colecionou vitórias históricas sobre Joe Medel, Eloy Sanchez, Johnny Caldwell e Bernardo Caraballo. Sofreu suas duas únicas derrotas para o japonês Fightning Harada, ambas no Japão.

Com dificuldades para dar o peso da categoria e desmotivado,  interrompeu a carreira por três anos (1966 a 1969). Voltou como peso pena (até 57,153 quilos) e obteve 14 triunfos consecutivos até sagrar-se mais uma vez campeão mundial, em 1973, ao bater o cubano naturalizado espanhol Jose Legra.

O "Galo de Ouro", como era conhecido, pendurou as luvas em 1976, ao 40 anos, com um cartel de 81 lutas, com 75 vitórias (52 nocautes), quatro empates e duas derrotas.

A tradicional revista norte-americana "The Ring" classificou Eder Jofre como o nono maior pugilista de todos os tempos, independentemente das categorias. O brasileiro entrou para o Hall da Fama do Boxe em 1992.

Depois de abandonar os ringues, Eder teve carreira na política. Foi vereador por São Paulo de 1986 a 2000.

Mais conteúdo sobre:
Johnny Caldwell Boxe Eder Jofre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.