Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes » Rafael Silva, Maria Suelen e Mayra Aguiar vão ao pódio em Tbilisi

Esportes

Divulgação

Esportes

Judô

Rafael Silva, Maria Suelen e Mayra Aguiar vão ao pódio em Tbilisi

Brasil leva uma prata e dois bronzes no último dia do Grand Prix

0

Estadão Conteúdo

27 Março 2016 | 12h20

O judô brasileiro teve um grande domingo de Páscoa. Maria Suelen Altheman, com prata, Rafael Silva e Mayra Aguiar, com bronze, ganharam medalhas no último dia do Grand Prix de Tbilisi, na Geórgia. Enquanto isso, em São Paulo, uma equipe mista que contou com Sarah Menezes e Victor Penalber venceu um confronto amistoso contra jovens judocas desconhecidos da Mongólia, em formato criado para a televisão.

O resultado mais importante foi o de Rafael Silva. O peso pesado (+100kg) venceu o usbeque Elyor Masharipov (46.º do ranking mundial) na estreia, mas caiu diante de Or Sasson (16.º), de Israel, em luta válida pelas quartas de final. Depois, na repescagem, o brasileiro se recuperou ganhando de Iurii Krakovetskii (23.º), do Quirguistão, e faturou o bronze com um ippon sobre o russo Aslan Kambiev (25.º).

Rafael Silva foi ao pódio em praticamente todos os torneios que disputou entre o fim de 2011 e meados de 2015. Mas ele se machucou antes do Mundial do ano passado e, quando voltou aos tatames, no início deste ano, não apresentou o mesmo ritmo. Agora, entretanto, chegou ao pódio do terceiro torneio seguido, depois de ser campeão nos Abertos de Buenos Aires e Lima.

Com os 120 pontos que somou no ranking olímpico, que já leva em conta o peso que cada resultado terá no final do período de classificação, o 'Baby' reduz para apenas 72 pontos a vantagem de David Moura. A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) vai priorizar o ranking para convocar para os Jogos.

Na categoria pesada feminina, Maria Suelen Altheman sentiu um desconforto no joelho e optou por não lutar a final de Tbilisi, contra Kayra Sayit, da Turquia. Só de chegar à decisão e garantir a prata, entretanto, a brasileira já fez a parte dela. A judoca de Santos também ficou boa parte do ano passado se recuperando de cirurgia e, na Geórgia, alcançou o quinto pódio seguido.

Desta vez, venceu a bósnia Larisa Ceric (21.ª), a bielo-russa Maryna Slutsakaya (25.ª) e a chinesa Sisi Ma, segunda do mundo, de quem já havia ganhado na semifinal do Grand Prix de Dusseldorf, na Alemanha, há um mês. Os bons resultados recentes praticamente garantem Maria Suelen na Olimpíada.

Mayra Aguiar já tem seu lugar assegurado no Rio-2016, até porque não há outras brasileiras com resultados relevantes na categoria até 78kg. A gaúcha mais uma vez será candidata à medalha, uma vez que, desde janeiro de 2011, só não foi ao pódio em dois torneios - o Grand Slam de Tóquio e o Mundial, ambos no ano passado.

Agora, está de volta à boa forma. Em Tbilisi, venceu a mongol Lkhamdegd Purevjargal (35.ª) e a francesa Madeleine Malonga (12.ª). Na semifinal, levou um ippon da holandesa Marhinde Verkerk (sétima), sobre quem ganhou o bronze olímpico em 2012, mas de quem perdeu os últimos três confrontos. Neste domingo, o bronze veio com vitória sobre Yahima Ramirez (26.ª), de Portugal.

Tiago Camilo foi o outro brasileiro a lutar neste domingo, perdendo logo na estreia para Zviad Gogotchuri, da Geórgia, apenas o 71.º do ranking mundial na categoria até 90kg. Tiago, um dos principais nomes do judô brasileiro, só ganhou três medalhas em torneios internacionais no ciclo olímpico e corre sério risco de ficar fora do Rio-2016, preterido por Eduardo Bettoni.

EM SÃO PAULO

O Esporte Clube Pinheiros recebeu uma competição amistosa entre Brasil e Mongólia, com cinco lutas em categorias combinadas. A seleção brasileira venceu por 5 a 0, com direito a vitória de Sarah Menezes sobre Narantsetseg Ganbaatar, apenas a 151.ª do ranking mundial. A ideia da CBJ, entretanto, era testar a campeã olímpica contra a escola mongol, que tem a líder do ranking mundial: Urantsetseg Munkhbat.

Maria Portela ganhou de Davaasuren Munkhbat (99.ª) na categoria até 70kg, Victor Penalber, da até 81kg, conseguiu um ippon sobre Gaajadamba Bayanmunkh (sem ranking), Alex Pombo deu um wazari em Khadbaatar Narankhuu (102.º) na categoria até 63kg e a peso pesado Rochele Nunes triunfou sobre Gandiimaa Erdenebileg (sem ranking).

Mais conteúdo sobre:

Comentários