1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ronda diz que pensou em suicídio depois de derrota para Holm

- Atualizado: 17 Fevereiro 2016 | 01h 05

Lutadora disse que vontade de ser mãe foi vital para continuar viva

Depois de apresentar o humorístico Saturday Night Live em janeiro e demonstrar ter superado a derrota para Holly Holm no UFC 193, Ronda Rousey mostrou que a perda do seu cinturão não foi tão bem aceita. A ex-campeã peso-galo disse que até pensou em se matar, em entrevista para o talk show The Ellen DeGeneres Show

"Eu estava literalmente sentada, pensando em me matar e que 'eu não sou nada e ninguém dá a mínima para mim'. Mas levantei a cabeça e vi Travis. Olhei para ele, e estava tipo "eu preciso ter seus bebês. Preciso me manter viva", falou a americana muito emocionada.

Ronda Rousey permanece abatida após a derrota para Holly Holm

Ronda Rousey permanece abatida após a derrota para Holly Holm

Nocauteada com um chute na cabeça no dia 14 de novembro do ano passado, Ronda contou que acabou sendo desestabilizada pela rival. Depois de tomar um golpe e ficar com um 'dente solto', uma das grandes estrelas do MMA da atualidade tentou esconder sua dor, mas já não estava mais consciente.  "Eu não me lembro de muito da luta. Mas eu estava fazendo o melhor que podia, tentando esconder que estava machucada e que sequer estava consciente da luta."

Flagrada pelo site de fofocas TMZ treinando na academia Glendale Fighting Club, em Los Angeles, na última semana, Ronda creditou sua derrota ao acesso de lutas:  três defesas de cinturão em um intervalo de nove meses. "A única coisa que foi diferente desta vez foi que era a minha terceira luta por título em nove meses e não acho que alguém já tenha tentado fazer isso antes".

Mas a lutadora fez questão de dizer para seus fãs que está bem e pronta para recuperar seu posto no UFC. "Quero lutar contra a Holly. Vou vencê-la e tudo voltará a ficar bem de novo".

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX