Christophe Petit Tesson/EFE
Christophe Petit Tesson/EFE

Após ser esfaqueada, Kvitova volta com vitória na estreia em Roland Garros

Vibrante em seu retorno, tenista checa vence norte-americana Julia Boserup por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/2

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

28 Maio 2017 | 09h14

Cinco meses após sofrer um ataque a faca em sua casa, a tenista checa Petra Kvitova fez seu retorno às quadras neste domingo, no primeiro dia de disputas da chave principal de Roland Garros, em Paris. Vibrando bastante, a ex-número 2 do mundo derrotou com facilidade a norte-americana Julia Boserup, a 86ª colocada no ranking, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2. Kvitova e Boserup abriram a programação da quadra central, a Philippe Chatrier.

Dona de dois títulos em Wimbedon, Kvitova passou os últimos meses recuperando a forma física e técnica. Ela teve sua pré-temporada interrompida por um ataque a facas que colocou sua vida em risco e quase abreviou sua carreira esportiva. Sua casa na República Checa foi invadida por um assaltante, em dezembro. No ataque, a tenista sofreu lesões nos tendões, além de ter machucado os cinco dedos e dois nervos da mão esquerda.

Neste domingo, Kvitova mostrou que as lesões não deixaram sequelas e nem atrapalharam seu rendimento. Disparando potentes bolas vencedoras do fundo de quadra, a checa dominou com facilidade a rival. Atual número 16 do mundo, ela fechou o set inicial com uma quebra de saque de vantagem.

No segundo, faturou outra quebra logo no primeiro game. E, no sétimo game, obteve nova quebra, que definiu a partida que não chegou a ser interrompida após breve garoa no início da tarde deste domingo, no horário local. Sob tempo nublado, e com pancadas de chuva desde a manhã em Paris, Roland Garros poderá sofrer mudanças na programação na sequência deste primeiro dia de competições.

Ao fim da partida, Kvitova não escondeu a emoção pelo retorno às quadras. "Estou feliz de ter tomado esta decisão de vir jogar aqui. Obrigado a todos pelo apoio!", disse a tenista, ao ser entrevistada dentro de quadra pela francesa Marion Bartoli, aposentada em 2013.

Na segunda rodada, Kvitova vai enfrentar a vencedora do confronto entre a russa Evgeniya Rodina e a norte-americana Bethanie Mattek-Sands. Se confirmar o favoritismo nas próximas rodadas, a checa poderá cruzar com a alemã Angelique Kerber, atual número 1 do mundo, nas oitavas de final.

Mais conteúdo sobre:
Tênis tênis Roland Garros Petra Kvitova

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.