TMZ/Reprodução
TMZ/Reprodução

Assessora confirma gravidez e Serena Williams só deve voltar a jogar em 2018

Anúncio acaba com o mistério que tomou conta das redes sociais

Estadao Conteudo

19 Abril 2017 | 20h58

Poucas horas após causar mistério nas redes sociais, a tenista Serena Williams confirmou nesta quarta-feira que está grávida. De acordo com sua assessora, a norte-americana dará a luz no segundo semestre deste ano. Serena, uma das maiores tenistas da história, só deve voltar às quadras no próximo ano.

"Estou feliz em confirmar que Serena espera ter o seu bebê neste outono [equivalente à primeira no Brasil]", declarou Kelly Bush Novak, assessora de imprensa da atleta, em Los Angeles.

O anúncio acaba com o mistério que tomou conta das redes sociais nesta quarta. Serena virou notícia no início do dia ao postar uma foto vestindo traje de banho e exibindo sua barriga. Na legenda, escreveu: "20 semanas".

Mas o que parecia ser o anúncio da sua gravidez se tornou motivo de suspense porque a tenista apagou o post nas redes sociais logo em seguida. Somente no início desta noite Serena confirmou a gravidez através de sua assessoria.

A oficialização significa que Serena conquistou o título do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada, disputado em janeiro, já durante suas primeiras semanas de gravidez. A pouco menos de três meses, no dia 28 de janeiro, ela derrotou a irmã Venus na decisão.

Aos 35 anos, a tenista que voltará ao topo do ranking na próxima semana poderá se aposentar ao fim da gravidez. Com o afastamento dos treinos e das competições, Serena tem chances remotas de retornar ao tênis profissional após dar a luz. Se isso acontecer, será somente em 2018, já aos 36 anos.

Serena está noiva do empresário norte-americano Alexis Ohanian, fundador do Reddit, plataforma de mensagens na internet, desde dezembro do ano passado.

Mais conteúdo sobre:
Tênis tênis Serena Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.