Benoit Tissier / Reuters
Benoit Tissier / Reuters

Atual campeã, Muguruza vence estoniana de virada e avança em Roland Garros

Venus Williams também avança; Kvitova é derrotada

Estadão Conteúdo

31 Maio 2017 | 11h50

Atual campeã de Roland Garros, a espanhola Garbiñe Muguruza sofreu para confirmar favoritismo nesta quarta-feira, mas venceu a estoniana Anett Kontaveit por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 6/7 (4/7), 6/4 e 6/2, e se garantiu na terceira rodada do Grand Slam realizado em Paris.

Atual quinta colocada do ranking mundial e quarta cabeça de chave da competição, a tenista da Espanha assim se credenciou para encarar na próxima fase a casaque Yulia Putintseva, que em outro confronto já encerrado nesta quarta na capital francesa superou a sueca Johanna Larsson, também por 2 a 1, com 6/3, 1/6 e 6/3.

Muguruza havia estreado na última segunda-feira com uma tranquila vitória sobre a italiana Francesca Schiavone, campeã no saibro de Paris em 2010, mas desta vez precisou suar muito para derrotar a atual 53ª colocada do ranking da WTA.

A espanhola só saiu vencedora de quadra depois de 2h07min de confronto. Com nada a perder diante da campeã, Kontaveit começou o jogo desta quarta com tudo e, após cada uma das jogadoras aproveitar a única oportunidade de quebra de saque que tiveram no primeiro set, a disputa foi ao tie-break. E a estoniana levou a melhor no desempate ao vencer por 7/4 e abrir vantagem.

E Kontaveit colocou ainda mais pressão sobre a campeã ao conquistar uma quebra logo de cara na segunda parcial e abrir 2/0. Muguruza, porém, não deixou se abater e converteu dois de quatro break points para virar o placar e fechar o set em 6/4.

A igualdade conquistada deu tranquilidade à espanhola, que acabou sendo dominante no terceiro set. Ela confirmou todos os seus serviços sem oferecer oportunidades de quebra e ainda foi feliz nas duas oportunidades que teve de ganhar games no saque da adversária para aplicar o 6/2 que liquidou o duelo.

VENUS WILLIAMS VENCE OUTRA

 Outra tenista de destaque que se garantiu na segunda rodada em outro confronto já encerrado nesta quarta-feira foi Venus Williams. Décima cabeça de chave, a veterana norte-americana de 36 anos de idade arrasou a japonesa Kurumi Nara por 6/3 e 6/1 e seguiu viva no torneio de simples feminino nesta que é a sua 20ª participação em Roland Garros.

Assim, Venus avançou para enfrentar na próxima fase a vencedora do duelo entre a belga Elise Mertens e a holandesa Richel Hogenkamp, também previsto para ser encerrado nesta quarta na capital francesa.

Vice-campeã de Roland Garros em 2002, quando teve o seu melhor desempenho em Paris, Venus foi assistida de perto pela irmã sua mais nova, Serena Williams, atual vice-líder do ranking mundial, que figurou como ilustre espectadora no confronto realizado na quadra Philippe Chatrier, a principal do complexo do torneio francês. Dona de 23 títulos de simples de Grand Slam, Serena ficará fora das quadras até o fim desta temporada por estar grávida.

KVITOVA É SURPREENDIDA

Se Muguruza e Venus confirmaram favoritismo, a checa Petra Kvitova não conseguiu justificar a sua condição de 15ª cabeça de chave nesta quarta-feira ao ser eliminada pela norte-americana Bethanie Mattek-Sands, que venceu a adversária por 2 sets a 0, com duplo 7/6, tendo triunfado por duas vezes por 7/5 no tie-break.

Assim, a tenista dos Estados Unidos se credenciou para encarar na terceira fase a australiana Samantha Stosur, 23ª pré-classificada, que eliminou a belga Kirsten Flipkens por 6/2 e 7/6 (8/6) em outron duelo do dia.

Outra que caiu como cabeça de chave nesta quarta foi a holandesa Kiki Bertens. Listada como 18ª favorita, ela foi batida pela norte-americana Catherine Bellis por 6/3 e 7/6 (7/5).

A também norte-americana Shelby Rogers, a ucraniana Lesia Tsurenko e a leta Jelena Ostapenko foram outras tenistas que se garantiram na terceira rodada em outros duelos já terminados nesta quarta. Entre elas, Tskurenko passou pela russa Ekaterina Makarova, surpreendente algoz da alemã Angelique Kerber, número 1 do mundo, na estreia, mas que agora foi arrasada por duplo 6/2.

Já Ostapenko foi a responsável pela eliminação da portorriquenha Monica Puig, atual campeã olímpica, também batida com facilidade ao cair com parciais de 6/3 e 6/2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.